Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Os 10 livros de autoajuda mais vendidos de 2018. Quantos você leu?

'A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se', que lidera o ranking, balançou o mercado editorial com impressionantes 400.000 exemplares comercializados

Por Meire Kusumoto Atualizado em 28 dez 2018, 16h46 - Publicado em 28 dez 2018, 08h00

Guias que prometem ajudar as pessoas a melhorar seus relacionamentos com os outros e a conquistar seus objetivos de vida fizeram sucesso nas prateleiras de autoajuda deste ano. O destaque, sem dúvida, foi A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se, do americano Mark Manson, que vendeu mais de 400.000 exemplares em 2018. Apesar de liderar a lista de livros mais vendidos do gênero, ele se propõe a ser um autoajuda diferentão, afirmando, basicamente, que você não é especial e que a positividade constante prejudica em vez de ajudar as pessoas a se desenvolverem.

Quantos dos best-sellers do ano você leu?

Faça o teste arrastando as capas (dos livros que você já leu para a direita e dos que você não leu para a esquerda) ou usando os botões.

Leia mais sobre cada um dos títulos:

1. A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se (Intrínseca)

Lançado em novembro do ano passado, o livro do americano Mark Manson é um verdadeiro fenômeno da autoajuda. Só em 2018, vendeu 413.383 unidades, um estrondo. A obra se propõe a ser diferente de seus pares do gênero: afirma que a positividade faz mais mal do que bem e que uma pessoa não deve dar importância demais a tudo, e sim eleger algumas prioridades e deixar o resto de lado.

Leia mais: Mark Manson: ‘A positividade é superestimada’

 

2. O Milagre da Manhã (BestSeller)

O manual do americano Hal Elrod defende os benefícios de acordar cedo (antes das 8 horas, pelo menos) e explora como uma rotina matinal bem organizada pode beneficiar a vida pessoal e profissional de uma pessoa. “Manhãs organizadas e produtivas geram dias organizados, produtivos e de sucesso – o que, inevitavelmente, cria uma existência de sucesso”, diz. Pelo número de cópias comercializadas – 184.230 apenas em 2018, dois anos após seu lançamento por aqui –, muita gente deve ter se tornado madrugador.

 

3. Combate Espiritual (Petra)

A sequência de Batalha Espiritual, também do padre Reginaldo Manzotti, foi lançada em março e vendeu, desde então, 139.541 exemplares. No livro, o católico trata dos vários “combates” travados diariamente pelas pessoas, como dificuldades no casamento, na criação dos filhos, no trabalho e nas finanças, por exemplo. “Ao perdermos o equilíbrio em alguma área da nossa vida, comprometemos todas as outras, porque elas são indissociáveis. O ser humano é um todo em que os fatores físicos, emocionais e espirituais estão interligados”, diz.

 

4. Propósito: A Coragem de Ser Quem Somos (Sextante)

O guia de Sri Prem Baba, que chegou às livrarias há dois anos, vendeu 105.830 unidades em 2018. Nele, o guru defende a ideia de que somente o autoconhecimento pode levar uma pessoa a se curar do egoísmo, algo necessário para que todos se unam em torno do objetivo dos seres humanos na Terra, que é a expansão da consciência. “E a consciência se expande através do amor. Por isso costumo dizer que o nosso trabalho enquanto seres humanos é despertar o amor, em todos e em todos os lugares”, afirma.

Continua após a publicidade

 

5. O Poder da Autorresponsabilidade (Editora Gente)

Neste livro, lançado em janeiro e que vendeu 95.434 exemplares, Paulo Vieira cunha o termo “autorresponsabilidade”, que nada mais é do que assumir as rédeas da sua vida. Entre os conselhos do coach estão não criticar, dar sugestões produtivas, buscar soluções em vez de culpados, não se vitimizar, aprender com os erros e julgar as atitudes e não as pessoas.

 

6. O Poder do Agora (Sextante)

No volume que chegou às livrarias brasileiras em 2000, o escritor alemão Eckhart Tolle defende a importância de se dedicar ao presente, em vez de tentar antecipar o futuro ou remoer o passado. O guia emprega conceitos de variadas religiões e crenças para tentar ajudar o leitor a se descobrir e encontrar a felicidade. Em 2018, o livro vendeu 75.895 cópias no Brasil.

 

7. Crer Ou Não Crer (Planeta)

Dois nomes populares se uniram para falar sobre fé e espiritualidade, mas estão em lados opostos do debate. Fábio de Melo‎, padre católico, e o historiador Leandro Karnal, que é ateu, conversam respeitosamente e civilizadamente sobre o que leva uma pessoa a acreditar – ou não – em Deus, santos e religiões. O livro, lançado em setembro do ano passado, vendeu 75.818 unidades em 2018.

 

8. Mindset: a Nova Psicologia do Sucesso (Objetiva)

Neste volume, que vendeu 71.988 exemplares em 2018, a professora de psicologia Carol S. Dweck defende que a maneira como encaramos a vida, o mindset, é essencial para que alcancemos o sucesso. Ela divide as pessoas em dois mindsets: fixo, quando elas acreditam que nascem com certas características, imutáveis, e de crescimento, quando elas sabem que até podem ter certos traços de personalidade, mas se esforçam para evoluir.

 

9. A Sorte Segue a Coragem (Planeta)

O filósofo Mario Sergio Cortella aborda o hábito que algumas pessoas têm de atribuir a fatores externos a culpa por algo que não deu certo. Ele propõe uma reflexão sobre o real significado de destino, impulsividade, preparo e planejamento. Lançado em janeiro, o livro vendeu 60.971 unidades ao longo do ano.

 

10. Como Fazer Amigos & Influenciar Pessoas (Companhia Editora Nacional)

Clássico do gênero, lançado nos Estados Unidos na década de 30 e no Brasil na década de 50, o livro de Dale Carnegie vendeu 59.257 cópias em 2018. O guia oferece conselhos para que as pessoas se relacionem melhor umas com as outras, seja no âmbito pessoal ou no trabalho. Entre as dicas, estão evitar tecer críticas e menosprezar quem está próximo e se interessar genuinamente pelos outros, sorrindo sempre e admitindo rapidamente caso se cometa um erro.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)