Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Os melhores bares para curtir a happy hour na cidade

A seleção faz parte do guia VEJA COMER & BEBER RECIFE 2018/2019

Por Gabriela López, Marcela Balbino, Natalia Horita, Mirella Falcão, Paula Melo e Vanessa Araújo 5 set 2018, 13h52

Beberibe Bar e Comedoria

Um painel com gírias nordestinas decora o boxe, parte da recém-inaugurada área gourmet do Mercado da Encruzilhada. O sotaque local também batiza os pratos da casa, entre eles o arretado, escondidinho de macaxeira com camarão (R$ 28,50), e o galego, caldinho de jerimum com queijo de coalho e peito de boi desfiado (R$ 7,50). Ambos podem fazer par com as cervejas artesanais pernambucanas Capunga lager (R$ 13,50) e Ekäut munich helles (R$ 14,90), em garrafa de 600 mililitros. Às quintas, há shows de música regional a partir das 19h30 (couvert: R$ 15,00). Rua Dr. José Maria, s/nº, Mercado da Encruzilhada, Largo da Encruzilhada, ☎ 3039-7341 (50 lugares). 11h/22h (ter. e qua. até 17h; dom. 12h/17h; fecha seg.). Aberto em 2017.

Boi Neon

Cravado na Rua Mamede Simões, um dos endereços mais agitados da noite recifense, o lugar faz sucesso entre os boêmios. Destino certeiro para quem quer esticar a noite, serve tira-gostos como a empadinha de queijo do reino (R$ 8,90) e a tábua de frios (R$ 19,90 a míni), que leva queijos (de coalho e do reino), salame, azeitona e ovo de codorna. Para ladear, são imbatíveis as cervejas em garrafa de 600 mililitros, caso da Serramalte (R$ 11,00). Das cerca de quinze marcas de cachaça, Serra Limpa e Cabaré são as mais pedidas (R$ 7,00 a dose de cada uma). O público disputa as fichas da radiola para escolher o repertório (R$ 2,00, três músicas). Rua Mamede Simões, 144, loja 1, Santo Amaro, ☎ 3221-0067 e 98466-7102 (180 lugares). 17h/0h (qui. a sáb. até 4h; fecha dom.). Aberto em 2016.

Boteco Porto Ferreiro

Receitas com sotaque português, como o bacalhau na brasa com batata ao murro (R$ 57,00), disputam a preferência da clientela com a cozinha regional, representada pelo arrumadinho de charque, feijão-macáçar, farofa e queijo de coalho frito (R$ 49,00). Elas podem ser acompanhadas por cervejas em garrafa, como a Stella Artois (R$ 11,90), ou por um dos 120 vinhos da carta. Avenida Rui Barbosa, 458, Graças, ☎ 3423-0854 (192 lugares). 12h/2h (dom. até 23h). Aberto em 1993.

Brasse

A cozinha entrega petiscos inspirados em vários países, como o regional croquete de moqueca (R$ 24,00, seis unidades) e a tábua árabe, com quibe frito ou faláfel mais homus, coalhada e salada grega (R$ 38,00). Representando a Itália, a burrata é ladeada por salada, tomate-cereja e azeite (R$ 36,00). Para beber, as sugestões são a sangria (R$ 18,00 a taça) e o ginger gin, mistura de gim, gengibre e limãosiciliano (R$ 18,00), um dos preferidos da clientela. Avenida Dezessete de Agosto, 1893, Casa Forte, ☎ 3204-8500 (160 lugares). 17h/3h (qua. até 0h; qui. até 1h; dom. até 23h30; fecha seg.). Aberto em 2015.

Confraria

O bar comemora dezoito anos e se consolida como point da Zona Norte para os que buscam música ao vivo e cardápio variado. Um dos petiscos preferidos é a porção de camarão ao alho (R$ 39,90), que vai bem ao lado de cervejas em garrafa, a exemplo da Heineken (R$ 13,90). O lugar tem música ao vivo diariamente (couvert artístico: R$ 7,90). De terça a sexta, no horário do almoço, há pratos executivos por R$ 16,90, entre eles galinha à cabidela e frango à parmigiana. Rua Frederico, 82, Encruzilhada, ☎ 3427-9432 (360 pessoas). 11h/1h (dom. até 23h; fecha seg.). Aberto em 2000.

Derbilhar

Entre uma partida de bilhar e outra (R$ 15,00 por hora), os clientes petiscam bolinhos de frutos do mar e kani (R$ 23,90, oito unidades). Um grupo de quatro pessoas pode dividir o cupim ladeado por batata frita e queijo de coalho empanado (R$ 39,90). Para acompanhar as garrafas de Serramalte (R$ 10,00) e de Heineken (R$ 11,00), a cozinha libera caldinhos de feijoada e de peixe (R$ 6,00 cada um). Quem escolhe a trilha sonora é a clientela, que se alterna na radiola de ficha (R$ 2,00, três músicas). Rua da Baixa Verde, 21, Derby, ☎ 98835-5782 (90 lugares). 16h/0h (sex. e sáb. até 3h; fecha dom.). Aberto em 2009.

Empório Sertanejo

Apesar de funcionar durante o dia, é na madrugada que o lugar fervilha. Além dos pratos tradicionais da casa, como o bode na brasa (R$ 37,00), o cardápio ganhou novidades, caso da piaba frita (R$ 19,90). Ambos são servidos com farofa de manteiga de garrafa e vinagrete, em porções para três pessoas. Para beber, há dezenove rótulos de cerveja (a pernambucana DeBron Lager sai a R$ 15,90, com 500 mililitros) e onze de cachaça. A dose da mineira Ouro 1, com mel e limão, custa R$ 6,00. Às sextas e aos sábados, há forró a partir das 19h e, aos domingos, samba de raiz (couvert: R$ 5,00). Rua da Hora, 34, Espinheiro, ☎ 3083-2739 (120 lugares). 10h/4h (dom. 11h/19h, fecha seg. e ter.). Aberto em 1992. 

Continua após a publicidade

Escritório

O cardápio varia entre as unidades da marca, mas é comum a todos os menus o caranguejo, cozido em água e sal (R$ 5,00) ou no leite de coco (R$ 6,00). Caldinhos como o de fava, ladeado por ovo de codorna, torresmo, azeitona e queijo de coalho (R$ 10,00), também são boa companhia para a cerveja Original (R$ 13,00) e para a caipirosca de caju com limão (R$ 16,00). Rua Desembargador João Paes, 907, Boa Viagem, ☎ 3039-4934 (170 lugares). 11h30/2h (dom. até 23h; fecha seg.); Rua Tenente João Cícero, 205, Boa Viagem, ☎ 3038-3804 (130 lugares). 17h/2h (sáb. a partir das 11h; fecha dom. e seg.); Estrada do Encanamento, 649, Casa Forte, ☎ 3204-1669 (200 lugares). 17h/2h (sáb. a partir das 11h; dom. 11h/23h; fecha seg.). Aberto em 2008.

Johnny Gastrobar

Allan Amorim e André de Castro batizaram o bar com o nome do bloco de Carnaval que organizam, o Johnny Maldito. Ali, são servidas as criações da chef Marcella Souto, do Nez Bistrô, caso do hambúrguer de picanha com bacon mais mussarela sobre um pão empanado e recheado com cheddar (R$ 28,90). A caipirosca sai nas versões morango, seriguela e umbu-cajá (R$ 15,90 cada uma). Cervejas artesanais da Capunga, como a IPA (R$ 22,50, 500 mililitros), também refrescam a garganta. Na quinta, a Entrando de Fininho comanda o karaokê, a partir das 21h. Aos domingos, a Sambstar se apresenta às 15h. O couvert custa R$ 10,00. Avenida Dezessete de Agosto, 823, Casa Forte, ☎ 99953-6304 (140 lugares). 17h/0h (sex. até 2h; sáb. 12h/2h; dom. 12h/18h; fecha seg.). Aberto em 2017.

Pitaco

Aberta em abril de 2018, a casa funciona em um quintal com luzinhas coloridas e paredes forradas de plantas. Bancos e poltronas com tecido estampado também dão um ar descontraído ao ambiente. Para petiscar, a sugestão é o sanduíche de costela e molho barbecue no pão italiano, com chips de batata-doce (R$ 24,00). Para uma refeição, vá de arroz de camarão com polvo (R$ 32,00). A caipirosca de limão-siciliano (R$ 12,00) e a cerveja Babylon (R$ 11,00, 600 mililitros) acompanham os pedidos. Quinta é dia de Que Tal Jazz, projeto que apresenta músicos do ritmo a partir das 20h. Rua Luiz Guimarães, 126, Poço da Panela, ☎ 3072-2012 (60 lugares). 18h/2h (qui. até 0h; fecha seg. a qua.). Aberto em 2018.

Real Botequim

Aos sábados, o menu é regional. Por R$ 54,90 o quilo, o cliente encontra rabada, galinha guisada, bode e fava com charque. Para petiscar, as opções são o picadinho (R$ 19,90) e a empadinha de queijo do reino (R$ 9,90). Além dos dezoito rótulos de cerveja, como Eisenbahn (R$ 11,90) e Baden Baden Cristal (R$ 13,90), a caneca congelada do chope Devassa (R$ 6,70) tem feito sucesso entre os frequentadores do lugar. Para embalar as tardes de sábado, o chorinho ao vivo começa às 13h30 — o couvert artístico é R$ 6,00. Avenida 17 de Agosto, 1761, Casa Forte, ☎ 30343434. (200 lugares). 17h/1h (sex. 15h/1h; sáb. e dom. 11h30/1h). Aberto em 2006.

Relaxa o Bigode

A proposta da nova casa foi criar um ambiente descontraído, com foco em cervejas e carnes grelhadas. Constam do menu o hambúrguer bovino com parmesão ralado e ketchup picante (R$ 22,00) e o short rib suíno com molho de goiabada picante (R$ 41,00). Para beber, o endereço lista chopes da pernambucana Ekäut em nove variedades, como a munich helles (R$ 7,00) e a APA 1817 (R$ 10,00), servidas em 300 mililitros. A radiola, com 30 000 títulos de rock, de blues e de artistas locais, diverte a clientela, que paga R$ 1,00 por escolha. Estrada das Ubaias, 356, Casa Forte, ☎ 33142004 (80 lugares). 17h/0h (sáb. a partir de 12h; dom. 12h/17h). Aberto em 2018.

Ursa Bar e Comedoria

Lucas Muniz, chef e proprietário do local, é o responsável pelos drinques e acepipes e ainda se arrisca na discotecagem. O cardápio, renovado recentemente, ganhou receitas vegetarianas, como o vegburguer (R$ 20,00), com um disco feito com grão-de-bico, acrescido de abobrinha assada, tomate confit, picles de cenoura e chutney de abacaxi. Um dos queridinhos entre os drinques é o matahari (R$ 22,00), feito com gim, soda de pepino, limão e pimenta-do-reino. A cozinha funciona até o fim do expediente. Rua Carneiro Vilela, 30, Aflitos, ☎ 3038-3916 (210 lugares). 19h/5h (fecha dom. a ter.). Aberto em 2017.

+ Os melhores endereços gastronômicos de Recife
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês