Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

IMPERDÍVEL: ‘Eu Não Sou Seu Negro’ ganha força com o Oscar

Filme acompanha a vida e morte dos ativistas dos direitos civis Medgar Evans, Malcolm X e Martin Luther King Jr.

Por Raquel Carneiro 18 fev 2017, 08h00

O documentário Eu Não Sou Seu Negro, indicado ao Oscar 2017, tem uma história de bastidor tão interessante quanto a obra em si — e uma correlação de existência raramente vista entre literatura e cinema. Há 10 anos, o cineasta haitiano Raoul Peck adquiriu os direitos de manuscritos de um livro inacabado, escritos por James Baldwin, morto em 1987. Oito anos antes de sua morte, o escritor e intelectual americano propôs ao seu agente um ensaio sobre a história dos negros na América a partir da vida e assassinato de três amigos ativistas dos direitos civis: Medgar Evans, Malcolm X e Martin Luther King Jr. Distintos em suas visões e ações, os três lutavam por um fim em comum, e foram mortos em um espaço de cinco anos durante a década de 1960.

O livro, batizado de Remember This House, nunca saiu. Trinta páginas soltas de um rascunho foram encontradas. Peck, agora, finaliza o trabalho começado pelo escritor, com uma apurada pesquisa de imagens, usadas para completar lacunas do texto — narrados por Samuel L. Jackson. O filme, por sua vez, bebe com profundidade das ideias do autor que observa a construção das identidades negra e branca americanas. A soma resulta em um belo documentário, que caminha sem ordem cronológica desde a escravidão dos negros até Barack Obama e os dias atuais.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)