Clique e assine a partir de 8,90/mês

Homem retratado em ‘O Lobo de Wall Street’ processa estúdio

Andrew Greene, conhecido como Nicky Koskoff no longa, alegou que teve sua imagem difamada como um 'criminoso e usuário de drogas'

Por Da Redação - 19 fev 2014, 18h42

O estúdio da Paramount e a produtora Red Granite estão sendo processados no valor de 25 milhões de dólares por um dos ex-parceiros de Jordan Bellfort, o corretor de ações interpretado por Leonardo DiCaprio no filme O Lobo de Wall Street. Apesar de não ter seu nome verdadeiro exposto no longa, Andrew Greene, que foi chefe do departamento de finanças corporativas da empresa fundada por Belfort, Stratton Oakmont, entre 1993 e 1996, alegou que foi retratado de maneira difamatória como um “criminoso e usuário de drogas com tendências misóginas”.

“O filme contém inúmeras cenas em que o Sr. Greene é retratado como um criminoso, usuário de drogas, degenerado, depravado e desprovido de qualquer moral ou ética”, diz o processo, que menciona um dos momentos no qual o personagem Nicky Koskoff – como Greene é mencionado no filme -, interpretado por P.J. Byrne, raspa o cabelo de uma mulher após Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio) oferecer a ela 10.000 dólares em troca. Além de outras cenas em que ele está tendo relações sexuais com prostitutas, as quais, segundo o processo, foram retratadas de “maneira imprudente”.

Ator de ‘O Lobo de Wall Street’ diz que venderia casa para trabalhar com Scorsese

‘O Lobo de Wall Street’ já é o filme mais lucrativo de Scorsese

Greene afirma que não consente com sua imagem retratada e caracterização em O Lobo de Wall Street. A reivindicação do ex-corretor de ações é baseada em uma lei dos direitos civis de Nova York análoga ao estatuto de direitos de imagem. Um processo semelhante ocorreu no início de 2010 quando um soldado iraquiano entrou com uma ação contra os produtores responsáveis pelo filme Guerra ao Terror por difamação e violação de seus direitos de imagem, alegando ter sido a real fonte de inspiração para o longa.

De acordo com o site da revista americana The Hollywood Reporter, a Paramount enviou o processo à Red Granite, que ainda não comentou a respeito.

Continua após a publicidade
Publicidade