Clique e assine a partir de 8,90/mês

Geovani Martins, o fenômeno literário das favelas cariocas

Criado em Bangu e hoje morando no Vidigal, o escritor que estreou com um vigoroso livro de contos, 'O Sol na Cabeça', já está sendo publicado em nove países

Por Da redação - 26 mar 2018, 16h07

Geovani Martins, 26 anos, foi criado em Bangu, já morou na Rocinha e hoje reside no Vidigal. Estudou só até a oitava série do Ensino Fundamental – mas desde cedo apaixonou-se por livros e literatura. 

Nesta entrevista, ele fala de seu primeiro livro, a coletânea de contos O Sol na Cabeça, recém-lançada no Brasil e já comprada por editoras de nove países.  “Eu esperava que o livro tivesse uma boa repercussão”, diz o autor. “Mas não que fosse fazer sucesso antes de sair.”

Martins também explica seu método de composição, que começa por uma antiquada máquina de escrever.

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/420276528″ params=”color=#ff5500&auto_play=false&hide_related=true&show_comments=false&show_user=true&show_reposts=false&show_teaser=false” width=”100%” height=”166″ iframe=”true” /]

Continua após a publicidade
Publicidade