Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cerimônia do Oscar terá sedes de premiação em Londres e Paris

A medida foi adotada para que indicados de fora dos Estados Unidos possam receber o prêmio e participar da cerimônia, que acontecerá presencialmente

Por Marcelo Canquerino 1 abr 2021, 16h14

Após anunciar que sua cerimônia sera presencial, o Oscar divulgou que terá sedes em Londres e em Paris para que os indicados que não possam viajar até os Estados Unidos, em função da pandemia, possam receber a estatueta e participar da cerimônia na Europa. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas tomou a decisão após diversas reclamações de indicados de fora dos país americano.

Apesar deste novo arranjo, um dos organizadores do show, o cineasta Steven Soderbergh, disse que não espera que a festa chegue ao ponto de participações via Zoom. Inicialmente, a Academia resistiu muito a qualquer tipo de aparição remota em decorrência do fiasco de algumas cerimônias, como no caso do Globo de Ouro. 

  • Os produtores ainda incentivam os indicados que possam viajar com segurança que participem presencialmente da premiação. Los Angeles, no caso, exige uma quarentena de dez dias para visitantes de fora. De acordo com o médico Erin Bromage, consultor de Covid-19, instalações de testes foram construídas especialmente para o Oscar. 

    O objetivo da Academia é restringir, ao máximo, as intervenções pela internet. Os indicados ao prêmio de melhor filme internacional poderão ser afetados, já que a categoria conta com cineastas da Romênia, Dinamarca e Bósnia. 

    A 93ª cerimônia do Oscar acontece dia 25 de abril.

    Continua após a publicidade
    Publicidade