Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

As melhores docerias em Belo Horizonte

Confira os estabelecimentos da categoria que valem a visita, mais opções de lugares para comer chocolate

Por Daniel Salles, Rafael Rocha, Juliana Koch, Juliana Soares, Lígia de Matos, Marcus Celestino, Mariana Celle e Rafaela Matias Atualizado em 9 dez 2017, 12h42 - Publicado em 9 dez 2017, 04h00

O roteiro a seguir, com quinze endereços, integra a edição de VEJA COMER & BEBER BELO HORIZONTE 2017/2018:

Doces de Portugal: eleita a melhor doceria pelo júri
É evidente o apreço dos belo-horizontinos pelos doces portugueses. Do contrário, a confeitaria criada há mais de trinta anos por Maria Fernanda Affonso (1946-2015) não teria se desdobrado em cinco disputadas unidades. Nascida em Angola, quando o país ainda era uma colônia portuguesa, a quituteira fincou residência no Brasil em 1975 e chegou a estudar engenharia química, mas a paixão pela doçaria falou mais alto. Hoje comandado por seu caçula, o angolano Nuno Affonso, o pequeno império açucarado teve início em 1983 como uma barraquinha na Feira de Antiguidades da Praça da Liberdade. Os atuais campeões de vendas da Doces de Portugal, fundada seis anos depois, são os mesmos daquela época, os irrecusáveis e irretocáveis pastéis de belém (R$ 8,50) e de santa clara (R$ 9,50). As posições seguintes do ranking estão ocupadas por preciosidades como travesseiro de sintra, que consiste numa massa folhada recheada de amêndoas e doce de gema (R$ 9,00), e toucinho do céu, elaborado com farinha de amêndoa e gemas (R$ 13,50). E ainda há quindim (R$ 8,00), ambrosia (R$ 7,00), encharcada (R$ 8,00)… O jeito é pedir um expresso (R$ 4,50) ou um macchiato (R$ 5,00) para saborear mais de uma dessas delícias. Rua Santa Rita Durão, 949, Funcionários, ☎ 3261-5772 (14 lugares). 9h30/20h (dom. 10h/19h); Rua Antônio de Albuquerque, 862, Funcionários, ☎ 3344-5808 (14 lugares). 9h30/20h (dom. 10h/19h); Rua Américo Diamantino, 146, Cruzeiro, ☎ 3317-1771 (18 lugares). 9h30/20h (dom. 10h/19h). Mais dois endereços. Aberto em 1989.

2º lugar: Confeitaria Mole Antonelliana
Fundado em 1976, o endereço foi comprado em 2008 por uma ex-cliente, a confeiteira Lorena Cozac. Para não o descaracterizar, ela manteve os quitutes elaborados pelo antigo proprietário, o italiano Claudio Gotero. Entre eles está a torta saint honoré, de massa folhada, creme de chocolate, chantili e minibombas de baunilha (R$ 15,00 a fatia). Ainda assim, introduziu novidades como o mil-folhas de morango com pedaços de morango e chantili (R$ 15,00 a fatia). Ambos os doces casam bem com os drinques que misturam café feito com grãos oriundos do sul de Minas a licor Baileys, rum ou brandy (R$ 17,00 cada um). Avenida João Pinheiro, 156, centro, ☎ 3224-1342 (22 lugares). 7h30/19h30 (sáb. 9h/17h; fecha dom. e feriados). Aberto em 1976.

3º lugar: La Parisserie
Apesar de minúscula, com uma única mesa, a singela casa faz lembrar uma pâtisserie francesa. A chef-confeiteira Mariana Correa é diplomada no Le Grand Diplome, da escola de culinária Le Cordon Bleu, em Paris. Suas receitas autorais unem técnicas francesas e ingredientes brasileiros, como a torta de manga com creme de caramelo e coco queimado (R$ 150,00 a unidade com oito fatias). Recém-lançado, o caramelo de cumaru, a chamada baunilha amazônica, custa R$ 2,00 a unidade. Avenida dos Bandeirantes, 1299 (loja 27), Mangabeiras, ☎ 99227-8604. 10h/18h30 (sáb. até 14h; fecha dom. e seg.). Aberto em 2017.

Frau Bondan
Uma mistura de ingredientes locais com receitas de várias partes do mundo é como Paula Bondan define sua linha de produtos. O lebckuchen, por exemplo, é um tipo de biscoito alemão que leva frutas cristalizadas, mel, especiarias e pimenta (R$ 12,00). Já o alfajor é feito de massa de limão-siciliano e pode ser recheado com doce de leite ou goiabada (R$ 10,00). Outro atrativo chama-se nosso cappuccino, uma receita de família que custa R$ 9,80 a xícara para ser tomada lá mesmo ou R$ 28,90 a lata com 165 gramas para levar. Rua Espírito Santo, 1909, Lourdes, ☎ 3337-8198 (38 lugares). 9h/18h (sáb. 9h/13h; fecha dom.). Aeroporto de Confins (Praça Mineira e quiosque na sala de embarque), ☎ 3689-2258. 7h/22h. Aberto em 2002.

Jolie
A decoração delicada, que faz lembrar uma casinha de bonecas, combina com a doçura do cardápio elaborado pela doceira Roberta Carazza. A grande estrela é o bem-casado, disponível na versão tradicional, com doce de leite, por unidade (R$ 3,50) e também em formato de torta (R$ 5,50 a fatia). Para beber, aposte no machiatto (R$ 8,00), café expresso com espuma adoçado com doce de leite, ingrediente presente em quase todas as opções do menu. Rua Ceará, 1619, Funcionários, ☎ 99779-2248 (14 lugares). 9h/18h (fecha sáb., dom. e feriados). Aberto em 2012.

Lídice Peres Pâtisserie D’Exception
A pequena confeitaria oferece doze opções diárias de doce. O chamado canelé é uma espécie de bolinho cremoso com rum e baunilha (R$ 6,00), típico da região francesa de Bordeaux. O maior sucesso entre os clientes, porém, é o dôme ouro preto (R$ 13,50), um brownie com creme de chocolate meio amargo, musse de chocolate ao leite e cobertura de cacau. Usa-se no preparo o prestigiado chocolate belga Callebaut. Lídice Peres estudou a arte da pâtisserie em Paris e Lisboa por oito anos. Rua Grão Mogol, 872, loja 2, Sion, ☎ 3223-2561 (15 lugares). 11h/18h (dom. e feriados 11h/17h; fecha seg.). Aberto em 2015.

Momo Restaurante e Confeitaria
Por ter se instalado em um tradicional ponto de encontro carnavalesco, entre as ruas Itajubá e Pouso Alegre, a confeitaria recebeu o nome do rei da folia. Quase três décadas depois, o endereço ainda atrai a clientela por quitutes como a torta floresta negra, feita com nozes e brigadeiro (R$ 12,90 a fatia), e a coxinha de frango com catupiry (R$ 7,90). Para beber, o menu oferece cinco opções diárias de suco natural, como o de laranja com beterraba e o verde (R$ 5,90, 300 mililitros). No almoço, entre 11h e 15h, a casa monta bufê por quilo (R$ 59,90 de segunda a sexta e R$ 62,90 nos fins de semana). Rua Pouso Alegre, 1000, Floresta, ☎ 3422-6851 (100 lugares). 9h/22h. Avenida Prudente de Morais, 1158, loja 6, Cidade Jardim, ☎ 3156-9621 (150 lugares). 7h/23h. Shopping Paragem, ☎ 98802-8768. 10h/22h. Aberto em 1989.

Continua após a publicidade

Patrícia Goedert Doçaria
Com mais de 130 itens, o cardápio é assinado pela chef-confeiteira catarinense Patrícia Goedert. Destacam-se nele dez sabores de minitorta individual (de R$ 15,90 a R$ 21,90 cada uma), a exemplo da de brownie com ganache de chocolate ao leite, castanhas, nozes e chantili. A chamada naked leva pão de ló recheado com creme belga e vem decorada com morango e chantili. Um dos itens salgados, o tostex de peito de peru (R$ 11,90) é incrementado com mussarela, tomate e maionese de manjericão. Rua Guaicuí, 297 (loja 10), Luxemburgo, ☎ 2510-5824 (67 lugares). 11h30/21h30. Aberto em 2017.

Sodiê Doces
A rede possui oito unidades em Belo Horizonte, com preços e horários de funcionamento que variam de casa para casa. O endereço do bairro Ouro Preto é comandado por Jaqueline Santos e sua vitrine apresenta diariamente catorze tipos de bolo (R$ 53,00 o quilo). Entre eles estão o bolo aerado de pão de ló de chocolate, musse de chocolate e creme de chocolate branco aerado. O morango com leite condensado é da linha especial (R$ 63,00 o quilo) e traz pão de ló, leite condensado, musse branco com pedaços de morango no recheio e musse branco como cobertura. Rua Monteiro Lobato, 40, Ouro Preto, ☎ 3492-0245 e 3427-2379 (30 lugares). 9h/19h (dom. e feriados 10h/14h). Mais seis endereços. Aberto em 2012.

 

CHOCOLATES

Confiserie by Cynthia Geo
Antes chamada Confiserie Du Chocolat, a chocolateria ganhou novo nome e endereço neste ano. Manteve, felizmente, a qualidade dos produtos. A pasta de amêndoa crocante recheada de bombom crakine (R$ 298,00 o quilo) é a grande queridinha do momento. Também conquistaram a clientela a minitorta de creme patissière com framboesa (R$ 12,00) e o biscoito de canela e pistache (R$ 38,00, 350 gramas). O novo espaço abriga também uma casa de chás, onde é possível saborear, por exemplo, o folhado de haddock (R$ 8,00). Rua Boa Esperança, 111, Carmo Sion, ☎ 3297-8976 (11 lugares). 9h/18h (sáb. até 13h; fecha dom.). Aberto em 2004.

Degryse Chocolates
É uma referência em chocolates e biscoitos finos na capital. Mineira de Correntinho, distrito de Guanhães, Ernestina Degryse e o marido, o belga Bertrand, preparam receitas próprias há quase vinte anos. Os bombons de limão e de caramelo saem por R$ 27,00 cada 100 gramas. Na lista de biscoitos amanteigados, o casadinho de jabuticaba custa R$ 13,00 (100 gramas), o mesmo preço do de especiarias, que tem entre seus ingredientes gengibre, canela, cravo, cardamomo, pimenta e noz-moscada. Sob encomenda, o bolo de chocolate (R$ 80,00 o quilo) pode ser preparado nas versões ao leite, branco ou amargo. Rua Orenoco, 130, Carmo Sion, ☎ 3227-4202 (15 lugares). 9h/18h (sáb. até 14h; seg. 12h/18h; fecha dom.). Aberto em 1998.

Fany Bombons
Fany Balabram é proprietária e responsável por todas as receitas, entre as quais dezoito tipos de torta. A campeã de vendas é a de chocolate, que leva massa de bolo de chocolate molhado com recheio de brigadeiro e cobertura trufada (R$ 10,00 cada 100 gramas). Para fazê-la, são usados dois tipos de chocolate: Nestlé e o belga Callebaut. Vale ficar atento também ao bombom com caramelo salgado (R$ 4,00) e às trufas  nas versões ao leite, pistache, amêndoa, licor de laranja e uísque (R$ 5,80 a unidade). O chocolate quente é servido em três tamanhos — 50 (R$ 8,00), 200 (R$ 14,80) e 300 mililitros (R$ 19,00). Rua Pium-í, 1636, Sion, ☎ 3227-2445 (21 lugares). 10h/20h (dom. e feriados 11h/19h); Ponteio Lar Shopping, Santa Lúcia, ☎ 3286-2742 (17 lugares). 10h/22h (dom. e feriados 12h/22h). Aberto em 1983.

Havanna
Os famosos alfajores da marca estão em três endereços na capital. O tradicional, de chocolate recheado com doce de leite, tem mais saída (R$ 9,50). Na cafeteria são servidas bebidas como expresso (R$ 5,90), macchiato (R$ 6,50) e choco Havanna, chocolate quente cremoso com borda de doce de leite (R$ 10,50), entre os mais pedidos. Para o fim do ano, a marca produz panetones de doce de leite e de gotas de chocolate com doce de leite (R$ 75,90 cada um). BH Shopping, ☎ 3286-6169 (40 lugares). 10h/22h (dom. 12h/20h). Pátio Savassi, ☎ 3327-1037 (40 lugares). 10h/22h (dom. 12h/20h). Shopping Boulevard, ☎ 2515-7697 (40 lugares). 10h/22h (dom. 12h/20h). Aberto em 2015.

Lalka
A sede, localizada no bairro Floresta, faz parte da história de Belo Horizonte. Além dela, mais cinco unidades vendem os produtos da marca, todos feitos numa fábrica própria de 2 400 metros quadrados. A bala azedinha de maçã (R$ 59,00 o quilo) é vendida desde a inauguração, há 92 anos, assim como o chamado licorzinho (R$ 150,00 o quilo), bombom de chocolate ao leite recheado de licor de frutas. Avenida do Contorno, 1875, Floresta, ☎ 3222-5439. 9h/21h (dom. e feriados 11h/19h). Mais cinco endereços. Aberto em 1925.

Qoy Doce Cacau
Pipoca caramelizada e glaceada no chocolate ao leite, a pop qoy é comercializada nos tamanhos de 120 gramas (R$ 16,00) e 270 gramas (R$ 32,00). Também seduz a clientela o sorella (R$ 12,90 cada 100 gramas), biscoito feito com farinha integral, castanhas e chocolate ao leite. Em dias de temperatura elevada, aposte nas bebidas geladas, a exemplo da star de avelã, composta de sorvete de chocolate, avelã, leite, chantili e duas bombinhas de amêndoas como acompanhamento (R$ 16,90). Avenida Bandeirantes, 1080, Mangabeiras, ☎ 3287-6120 (18 lugares). 10h/18h (sáb. e dom. até 14h; fecha seg.). Aberto em 1998.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês