Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Ana Hickmann sobre atentado: ‘Estou profundamente abalada’

Apresentadora foi coagida por fã em quarto de hotel. Homem acabou morto após briga com cunhado de Ana

Por Da Redação
Atualizado em 5 jun 2024, 01h48 - Publicado em 22 Maio 2016, 13h43

Ana Hickmann divulgou um comunicado oficial sobre o atentado que sofreu neste sábado, em Belo Horizonte. “Nunca pensei que isso poderia acontecer. Nunca pensei que o ser humano fosse capaz disso. Foi terrível. Estou profundamente abalada e triste. Só peço que todos rezem por minha cunhada para que ela se recupere logo”, diz a apresentadora.

Ao site da VEJA SP, Gustavo Correa, irmão de Alexandre, marido de Ana, contou detalhes sobre o atentado. “Eu estava no corredor do hotel. O rapaz me abordou apontando a arma para minha cabeça e me obrigou a abrir a porta do quarto. Quando entrou no apartamento, ficou ameaçando todo mundo. Isso durou cerca de 15 ou 20 minutos”, diz sobre a abordagem de Rodrigo Augusto de Pádua, 30 anos.

“Foi tudo premeditado para matar e, acho, se matar em seguida. Em determinado momento, a Ana desmaiou nos braços da Giovanna. Ele avançou e parti para cima”, conta Gustavo. “Só queria salvar as mulheres. Ficamos em luta corporal por cerca de dois minutos. Até que a arma se soltou e foi parar atrás dele. Peguei a arma e dei dois tiros na cabeça dele. Enquanto isso, Ana e Giovanna correram para fora do quarto.”

Continua após a publicidade

Leia também:

Cunhado de Ana Hickmann revela detalhes sobre o atentado

Marido de Ana Hickmann homenageia irmão após atentado

Continua após a publicidade

O atentado – Ana estava hospedada em seu quarto no hotel Ceasar Business, em Belo Horizonte, na tarde deste sábado, quando Gustavo foi abordado por Rodrigo Augusto, que estava armado e o obrigou a levá-lo até o quarto da apresentadora.

No local, Ana foi ofendida e ameaçada por Rodrigo, um fã declarado da modelo. Gustavo e Giovana também estavam no quarto e foram obrigados a ficar de costas durante o atentado. Gustavo reagiu em uma luta física com o jovem, que realizou dois disparos contra Giovana. Ao desarmá-lo, Gustavo disparou três tiros contra Rodrigo, que morreu no mesmo momento.

De acordo com a polícia, Rodrigo se hospedou no hotel com nome falso e o cartão de crédito do pai.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.