Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Senado permitirá patrocínio a clubes no projeto das apostas, afirma Kajuru

Relator final da proposta costura acordo para preservar publicidade de bets em TVs, sob condição de manter proibição a anúncios nos estádios

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 16 nov 2023, 17h08 - Publicado em 16 nov 2023, 17h03

Um acordo costurado por Jorge Kajuru, relator final do projeto das apostas esportivas no Senado, vai preservar a publicidade das bets nas TVs, sem restrição de horário, e resgatar ao texto a permissão para essas empresas patrocinarem clubes de futebol, jogadores e campeonatos.

A condição imposta pela oposição ao governo Lula para topar o acordo foi manter no projeto a proibição de anúncios em placas de estádios, já aprovada na Comissão de Esporte. O PL 3.626 de 2023 ainda passará pela Comissão de Assuntos Econômicos na terça-feira, e, segundo Rodrigo Pacheco, seguirá para o plenário da Casa no mesmo dia.

De forma geral, as bets argumentam que proibir as propagandas nas arenas esportivas vai prejudicar os clubes, uma vez que as agências de marketing esportivo que já compraram ou negociam comprar os direitos sobre as placas de publicidade terão menos demanda pelo espaço publicitário e, consequentemente, pagarão menos às equipes.

As casas de apostas costumam dizer também que vedações consideradas excessivas vão favorecer o jogo ilegal. Segundo essa lógica, sem a devida comunicação sobre as bets que estão de fato licenciadas pelo governo, o consumidor não saberá distingui-las das que operam clandestinamente.

A regulamentação do mercado de apostas esportivas on-line é uma das prioridades do Ministério da Fazenda de Fernando Haddad para aumentar a arrecadação nos próximos anos e perseguir a meta de zerar o déficit primário em 2024.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.