Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Salton investe R$ 1,5 milhão em compliance após resgate de trabalhadores

'Não vamos mais ter terceirizados na mão de obra das próximas safras', garante Maurício Salton

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 26 jun 2023, 12h58 - Publicado em 26 jun 2023, 10h30

Quatro meses após o resgate de trabalhadores na Serra Gaúcha, a Salton investiu 1,5 milhão de reais em compliance. Em março, a empresa teve queda de 7% nas vendas, mas os números de junho, em relação ao ano passado, demonstram retomada no faturamento.

O MPT apontou aos diretores da empresa que a responsabilidade da Salton na crise trabalhista foi não ter fiscalizado o alojamento. A partir de agora, a vinícola vai hospedar em residências próprias os trabalhadores temporários no período da colheita. 

“Não vamos mais ter terceirizados na mão de obra das próximas safras”, garante Maurício Salton.

O novo sistema de contratos da empresa será implementado até 15 de julho. O gerenciamento de terceirizados identifica em até 48h pendências fiscais, criminais ou trabalhistas de prestadores de serviços. A empresa fez um pente-fino em cerca de 1.200 trabalhadores, inclusive jardineiros e fotógrafos. 

Em 22 de fevereiro, uma operação da Polícia Federal resgatou 207 trabalhadores em um alojamento insalubre em Bento Gonçalves (RS). Eles prestavam serviço a três grandes vinícolas da região. No caso da Salton, a mão de obra análoga à escravidão trabalhavam no transporte das uvas.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.