Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

O impacto, na CBF, do apoio de Neymar a Bolsonaro

Focada na Copa do Mundo, a entidade tem buscado evitar misturar a imagem e o futebol brasileiro a questões políticas

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 30 set 2022, 13h14 - Publicado em 30 set 2022, 13h08

Neymar gravou um vídeo pedindo votos a Jair Bolsonaro. Até aí, nada novo. Artistas e atletas de diferentes modalidades já declararam voto em Lula, em Ciro Gomes, em Simone Tebet, em Soraya…

Como o ato do jogador foi visto na CBF? Como uma decisão pessoal, sem ligação com a atuação dele na Seleção. A cúpula da entidade, hoje comandada por Ednaldo Rodrigues, tem buscado evitar aproximações políticas. Não quer atrair, na véspera da Copa do Mundo, a politicagem para a Seleção.

“A Seleção ficou junta por dez dias. Não teve uma manifestação política dentro da Seleção. Depois dela dissolvida, alguns jogadores se manifestaram, como no caso do Neymar. Se ele quer se manifestar, as consequências são dele. Na vida pessoal, cada um administra a própria imagem. A CBF está fora de questões políticas, focada na Copa do Mundo”, diz uma fonte da entidade.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.