Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Moraes encaminha denúncia de uso de cartão corporativo em motociatas ao MP

Segundo levantamento do deputado Elias Vaz, foram gastos 4,2 milhões de reais em 35 dias, período em que o presidente participou de três eventos

Por Gustavo Maia Atualizado em 22 jun 2022, 09h08 - Publicado em 21 jun 2022, 17h29

O ministro Alexandre de Moraes, vice-presidente do TSE, encaminhou ao Ministério Público Eleitoral uma petição do deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) em ação que apura a possível propaganda antecipada por meio das motociatas do presidente Jair Bolsonaro.

O parlamentar identificou gastos de 4,2 milhões de reais com o cartão corporativo da Presidência entre os dias 1º de abril e 5 de maio, período em que Bolsonaro participou de três eventos pelo país. Os dados foram enviados por Vaz ao tribunal dentro de uma representação do PDT.

No despacho divulgado nesta terça, assinado no último dia 7, Moraes determinou que a denúncia do deputado fosse remetida ao MPE, com base na resolução do TSE que prevê a adoção de diligências e providências necessárias “diante de indícios de irregularidades na gestão financeira e econômica da campanha”.

“O ministro reconheceu que a nossa denúncia tem fundamento e deve ser apurada. Bolsonaro torrou em 35 dias cerca de 90% do que gastou nos três primeiros meses do ano. Chama a atenção esse gasto exorbitante. Há indícios graves de que o Bolsonaro esteja utilizando o cartão corporativo para custear campanha fora da época autorizada por lei. É um desrespeito utilizar dinheiro público com essa finalidade”, declarou Elias Vaz.

No seu levantamento, o deputado apontou que o presidente realizou uma motociata no dia 15 de abril, em São Paulo, mobilizando o aparato de segurança e custeando mais de 160 mil reais em passagens aéreas e diárias sem que tivesse agenda oficial na cidade.

As outras duas ocorreram em Rio Verde (GO), em 20 de abril, e em Uberaba (MG), no dia 30.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)