Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

José Sarney vira cabo eleitoral de Flávio Dino no Senado

Indicado por Lula ao STF, ministro deixou a rivalidade histórica de lado e foi pedir apoio ao ex-presidente da República

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 1 dez 2023, 15h47 - Publicado em 1 dez 2023, 06h01

Flávio Dino construiu uma parte importante de sua carreira política na oposição a José Sarney e seu clã no Maranhão. Prova de que, entre poderosos, nada é para sempre — nem as mágoas —, um dos primeiros atos de Dino, ao ser indicado ao STF por Lula, foi conversar com Sarney e pedir seu apoio.

Sarney não só se comprometeu a ajudar o rival como saiu telefonando para senadores da sua ampla rede de influência em defesa de Dino.

Um dos abordados por Sarney foi o líder do MDB no Senado, Eduardo Braga. Na quarta, ele disse a Dino que a bancada de onze senadores fará uma reunião na véspera da sabatina na CCJ do Senado e fechará questão para votar unida para aprová-lo ao Supremo.

Em 2018, o ex-presidente reclamou da “perseguição” de Dino, então governador do Maranhão, que usava o nome Sarney para atacar Roseana na campanha eleitoral. “O governo atual, a minha impressão é que tem os olhos no retrovisor, só olha para trás e o escolhido é o Zé Sarney. Coitado de mim! Nesta idade, era para ser respeitado”, disse Sarney, ao lançar Roseana ao governo.

Em resposta, Dino foi ainda mais duro com Sarney, dizendo que ele adotava a “vitimização como retórica do desespero”. “É síndrome de abstinência de dinheiro público, de privilégios. Eles sempre tiveram acesso amplo aos cofres públicos para seus negócios e para manter seus luxos”, disse Dino.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.