Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Dificilmente chegaremos à meta fiscal zero em 2024, diz Lula

O presidente afirmou que não quer ter que começar o ano que vem fazendo cortes bilionários em obras prioritárias para o país

Por Gustavo Maia Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 27 out 2023, 14h59 - Publicado em 27 out 2023, 13h55

Questionado nesta sexta-feira se a meta fiscal de déficit zero em 2024 é factível, como defende Fernando Haddad, o presidente Lula afirmou que esse objetivo “dificilmente” será alcançado e que a meta “não precisa ser zero”. Ele também disse que não quer ter que começar o ano que vem fazendo cortes bilionários em obras.

“Tudo o que a gente puder fazer para cumprir a meta fiscal, a gente vai cumprir. O que eu posso dizer é que ela não precisa ser zero. País nenhum precisa disso. Eu não vou estabelecer uma meta fiscal que me obrigue a começar o ano fazendo cortes de bilhões nas obras que são prioritárias para este país”, declarou o presidente, em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

Na sequência, ele comentou que acha que “muitas vezes o mercado é ganancioso demais e fica cobrando uma meta que eles sabem que não vai ser cumprida”. E que sabe da disposição e da vontade do seu ministro da Fazenda e da própria disposição.

“E quero dizer para vocês que nós dificilmente chegaremos à meta zero. Até porque eu não quero fazer corte de investimentos de obras. E se o Brasil tiver um déficit de 0,5%, o que é que é? De 0,25%? O que é que é? Nada. Absolutamente nada. Então nós vamos tomar a decisão correta e nós vamos fazer aquilo que vai ser melhor para o Brasil”, concluiu.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.