Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Defesa quer que Odebrecht e MPF expliquem novos documentos

Sobre o prédio do Instituto Lula

Por Ernesto Neves Atualizado em 13 mar 2018, 13h46 - Publicado em 13 mar 2018, 13h13

A defesa do ex-presidente Lula rebateu a entrega de novas mensagens de Marcelo Odebrecht em que supostamente estariam documentadas transações para a compra de um terreno para o Instituto Lula.

Na petição entregue ao juiz Sergio Moro, o advogado Cristiano Zanin afirma que o magistrado aceitou a nova documentação sem “questionamentos adicionais acerca das condições em que obteve acesso ao referido material”.

Zanin também questiona o fato de só agora o material aparecer, mesmo estando em posse da Lava-Jato em Curitiba.

Agora, ele quer que o juiz intime Odebrecht a explicar como se deu a entrega das novas provas à Lava-Jato, assim como que o MPF explique a decisão de somente apresentá-las agora.

“… por qual motivo tais “e-mails comprobatórios” somente vieram à tona agora, depois de encerrada a instrução processual? Não tinha o Ministério Público Federal condições para analisar por si só o material, há anos, em seu poder?”, diz Zanin.

 

Continua após a publicidade

Publicidade