Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Após Datafolha, chefe do MDB defende união por Simone Tebet, que teve 1%

A justificativa de Baleia Rossi é que a presidenciável é a única mulher na disputa e tem menor rejeição que outros candidatos

Por Laísa Dall'Agnol Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO , Gustavo Maia Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 24 mar 2022, 19h27 - Publicado em 24 mar 2022, 18h45

O presidente do MDB, Baleia Rossi, voltou a defender a candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) à presidência. O cacique citou a última pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta.

“O Datafolha reforça a necessidade de as candidaturas do centro democrático se unirem. Para o MDB, a Simone reúne as características para liderar o grupo. É a única mulher, tem menor rejeição e uma história de vida marcada pela experiência e por sua coerência”, postou o deputado.

Acontece que Tebet teve apenas 1% nos três cenários em que foi testada e ficou atrás até do deputado federal André Janones, presidenciável do Avante que teve 2% ou 3% nas simulações.

A emedebista, de fato, tem um dos menores índices de rejeição desta edição da pesquisa — apenas 12% dizem que não votariam em Tebet, enquanto 55% dos entrevistados dizem não votar em Bolsonaro “de jeito nenhum”, ante 37% em Lula.

No entanto, além do baixo desempenho nas intenções de voto, outro entrave para a candidatura da senadora é o fato de o MDB, PSDB e União Brasil já estarem negociando aliança em torno de um candidato único, a ser anunciado no início de junho. A previsão é que o grupo siga com o tucano João Doria.

Continua após a publicidade

No Datafolha divulgado nesta quinta, Lula tem pelo menos 17 pontos de vantagem sobre Bolsonaro nos quatro cenários de primeiro turno testados.

Em três deles, o petista tem 43% das intenções de voto contra 26% do atual presidente. Em um, que exclui Eduardo Leite (PSDB) e Simone Tebet (MDB) da simulação, o ex-presidente aparece com 44%, enquanto Bolsonaro mantém o índice registrado nas outras.

Em terceiro lugar, abrindo o pelotão da chamada “terceira via”, está o ex-juiz e ex-ministro do governo Bolsonaro, Sergio Moro (Podemos), com 8% em todos os cenários. Logo em seguida, vem Ciro Gomes (PDT), com 6% a 8%.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.