Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Aliado de ACM Neto, Bruno Reis recebe Doria em Salvador

O ex-governador deu início à campanha para a Presidência na capital baiana e foi homenageado por mandatários do União Brasil

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 8 abr 2022, 19h28 - Publicado em 8 abr 2022, 17h30

Se ainda havia algum resquício de mágoa entre João Doria (PSDB) e ex-mandatários do DEM — as relações se estremeceram após o “arremate” do então vice do tucano, Rodrigo Garcia, da sigla de ACM Neto –, isso já é passado.

O ex-governador de São Paulo foi recebido pelos colegas do União Brasil na última quinta, em Salvador. Em jantar com empresários e políticos, Doria foi homenageado por Neto — que estava em São Paulo e voltou à capital baiana apenas para participar do encontro — e, nesta sexta, foi recebido pelo prefeito, Bruno Reis.

A recepção, diz o mandatário, foi apenas para tratar de gestão pública, sem entrar em discussões políticas.

Essa foi a primeira agenda pública de Doria como pré-candidato à Presidência. Durante o fim de semana, ele visitará Rio de Contas, cidade natal de seu pai, no interior do estado.

O União Brasil, partido de Neto e Reis, ensaia com o MDB a formação de uma “frente de terceira via” juntamente ao PSDB e o Cidadania, que já fecharam acordo pela federação. Os quatro partidos decidiram que vão anunciar o candidato único do grupo até o dia 1º de junho. O MDB tem lançado o nome da senadora Simone Tebet, enquanto o presidente do União, Luciano Bivar, declarou em mais de uma ocasião que a sigla quer lançar um postulante próprio.

Quem ainda poderá ter um papel decisivo na configuração dessa aliança multipartidária é Sergio Moro, que na última semana deixou o Podemos e migrou para o União. Mesmo com líderes da nova legenda afirmando categoricamente que o ex-juiz não terá espaço para disputar a Presidência pela sigla, Moro não se deu por vencido e vem declarando que ainda está “no jogo”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)