Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Abandonada por Bolsonaro, reforma tributária vira campanha de Tarcísio

Ex-ministro e pré-candidato ao governo ainda prometeu diminuir alíquotas no estado como forma de atrair investimentos

Por Laísa Dall'Agnol Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 21 jul 2022, 17h19 - Publicado em 21 jul 2022, 15h30

Pré-candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) tem defendido em sua pré-campanha uma das pautas há tempos enterrada por Jair Bolsonaro — a reforma tributária.

Em discurso na Associação Comercial de São José dos Campos nesta quinta-feira, o ex-ministro da Infraestrutura afirmou que o estado deve encampar o movimento como forma de atrair mais investimentos.

“Já passou da hora de São Paulo liderar o processo de reforma tributária. Porque tem a maior bancada [na Câmara dos Deputados]. Num primeiro momento, o processo prejudicaria o estado, o estado perde arrecadação. Mas ganha num momento posterior, porque quando você equaliza a questão tributária, que você acaba com a guerra fiscal, o estado se sobressai e atrai mais investimento”, afirmou.

Reconhecendo que reformas tão estruturais são mudanças que levam tempo, Tarcísio defendeu que o estado tome medidas que são aplicáveis no curto prazo, como a diminuição do excesso das substituições tributárias e a redução de alíquotas.

Continua após a publicidade

O pré-candidato afirmou que a elevação do ICMS — imposto estadual que teve alta per capita de 26% em São Paulo desde 2019 — também afasta negócios e compromete a geração de empregos e que, com isso, a redução de impostos deve ser uma saída a ser tentada.

É possível diminuir alíquotas. Tem espaço fiscal pra isso? Tem (…) E no final das contas, quando a gente diminui alíquota, não necessariamente a gente perde arrecadação. Porque aquele alívio tributário vai virar investimento, vai virar compra de insumo (…), e isso vai fazer com que a economia se mova mais rápido”, afirmou aos presentes.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.