Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

A comitiva de Alckmin que irá a Manaus nesta quarta

Seca na Amazônia mobiliza governo federal, que já anunciou R$ 138 milhões em obras

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 10 Maio 2024, 08h48 - Publicado em 4 out 2023, 07h30

O vice-presidente Geraldo Alckmin embarcou às 6h30 desta quarta-feira para Manaus com uma comitiva de ministros para verificar os estragos da seca que abala a região da Floresta Amazônica. Antes de embarcar, Alckmin anunciou obras de 138 milhões de reais para facilitar a navegação em rios. 

“O ministério dos Transportes, o DNIT, e o Ministério de Portos e Aeroportos assinam a dragagem no Rio Solimões, entre Benjamin Constant e Tabatinga. São oito quilômetros, 38 milhões de reais”, anunciou Alckmin na terça-feira. 

“A outra (dragagem) deve começar de 15 a 20 dias é no Rio Madeira, na sua chegada ao Amazonas, na Foz do Rio Madeira com o Rio Amazonas. São 100 milhões de reais, uma obra maior, são 12 quilômetros, que vai também ajudar a questão da navegação no Rio Madeira”, acrescentou. 

O governo também prepara a antecipação de benefícios sociais e pagamento de seguro para pescadores. Além disso, 191 brigadistas trabalham no combate às queimadas que assolam a Floresta. A seca atinge os estados do Amazonas, Acre e Rondônia. 

Continua após a publicidade

Após determinar que a primeira-dama Janja iria ao Rio Grande do Sul no lugar de Geraldo Alckmin, nas redes sociais, Lula enalteceu a liderança do vice-presidente na missão com ministros no Norte do país. 

“Ninguém governa sozinho. Importante ter uma boa equipe e grandes parceiros. Dr. Geraldo Alckmin e o governo federal cuidarão disso. Não faltará apoio ao povo amazonense”, escreveu Lula no X (antigo Twitter). 

A comitiva conta com as ministras Marina Silva (Meio Ambiente), Sônia Guajajara (Povos Originários) e os ministros Alexandre Silveira (Minas e Energia), José Múcio Monteiro (Defesa), Sílvio Costa Filho (Portos e Aeroportos) e Waldez Góes (Desenvolvimento Regional). A secretária-executiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Fernanda Machiaveli, também acompanhou Alckmin, além de representantes dos Ministérios da Saúde, Ministério do Desenvolvimento Social, Secretaria de Relações Institucionais e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.