Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

Taylor Swift: fãs desistem de protesto para evitar “sensacionalismo”

Momento de silêncio para pedir justiça pela morte de Ana Benevides foi cancelado, sob alegação de que a ideia não é culpabilizar a cantora

Por Gabriela Caputo
Atualizado em 20 nov 2023, 17h47 - Publicado em 20 nov 2023, 16h50

Fãs de Taylor Swift desistiram do protesto silencioso que estava sendo divulgado nas redes sociais. A ação seria uma resposta ao fato de a família de Ana Benevides, fã de 23 anos que morreu após passa mal no show de sexta-feira, 17, não ter recebido nenhum suporte — nem da equipe da cantora nem da T4F, realizadora do evento. No show que acontece na noite desta segunda-feira, 20, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, todos ficariam em silêncio e com as luzes dos celulares e das pulseirinhas apagadas durante a música Champagne Problems. Os criadores da página Justice for Ana (Justiça por Ana) afirmaram em nota que o protesto está cancelado devido ao “sensacionalismo gerado pela imprensa”.

Os fãs alegam que a intenção seria homenagear Ana, e não “responsabilizar Taylor Swift pela morte de sua fã”. Eles condenam os ataques direcionados à cantora como “irresponsáveis e um desserviço”, enquanto “os verdadeiros culpados seguem impunes”. A decisão teria vindo após uma conversa com a família de Ana. Agora, os fãs pedem que os presentes apenas levantem placas com os dizeres “Ana Benevides, Will Be Remembered” (será lembrada, em português) durante a faixa Champagne Problems. Confira a nota completa:

Ana Benevides morreu após uma parada cardiorrespiratória, provavelmente causada pelas altas temperaturas e condições insalubres do local. Mobilizados nas redes sociais, os fãs vinham cobrando a T4F por melhores condições nos shows, sobretudo diante da onda de calor que se anunciava, mesmo antes de Taylor desembarcar no país. A postura se intensificou ainda mais após a divulgação de um vídeo da mãe de Ana, em que conta que foi preciso fazer uma vaquinha para levantar recursos para o traslado do corpo da filha para sua cidade natal. O pai da garota também afirmou que nem a equipe de Taylor nem a empresa realizadora o procuraram para prestar qualquer ajuda. Em 12 horas, os fãs levantaram 30 mil reais.

Para além da inaceitável morte da fã, a passagem da cantora pelo Rio de Janeiro foi marcada por um verdadeiro caos organizacional. Na última sexta-feira, 17, Taylor Swift subiu ao palco do Engenhão para a primeira de seis apresentações da turnê The Eras no Brasil. Nas cadeiras do estádio o calor era intenso, mas foi o que se desenrolou na pista que expôs com toques de crueldade a ganância e o descaso do mercado da música brasileira com os fãs, que relatam, além da falta de distribuição de água para hidratar o público, queimaduras graves a partir do contato com um material metálico que cobre o chão da pista e o uso de tapumes nas aberturas de ventilação do estádio que permitiriam a circulação de ar, abafando ainda mais o local.

Continua após a publicidade

Procurada pela reportagem de VEJA, a T4F enviou a seguinte nota oficial: “Nós realizamos o contato com a família via nossa equipe de assistência social e respeitamos o direito de privacidade da família e dos amigos neste momento de dor e luto que não quiseram falar conosco. Reforçamos que continuamos com o canal de contato aberto com a família e solidários neste momento difícil e ficamos à disposição para dar toda a assistência necessária”.

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.