Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Noblat

Por Coluna
O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

O milagre de Marielle (por Juan Arias)

Talvez seja a vereadora e ativista quem consiga, desde o além, acabar com o pesadelo que o país vive

Por Juan Arias
Atualizado em 30 jul 2020, 18h51 - Publicado em 22 jun 2020, 10h00

Tinham escrito que a ativista e vereadora negra assassinada Marielle Franco poderia acabar sendo mais perigosa para a família Bolsonaro morta do que viva. Simbolicamente, ela não tinha morrido porque não se conseguiu apagar sua memória e era como a voz da consciência do Brasil que não aceita barbárie.

Hoje, Marielle, com a prisão de Queiroz, volta a estar viva e ameaçadora. E é possível que por fim o país que não aceita a corrupção nem a violência política possa finalmente conhecer a verdade definitiva sobre quem decidiu que a jovem Marielle deveria morrer e por quê.

Há momentos na história de um país que ficam marcados em pedra para que a posteridade não os esqueça. Uma dessas datas no Brasil será o dia, hoje mais próximo do que ontem, em que se saberá definitivamente a identidade de quem mandou assassinar Marielle e por quê.

É verdade que a sociedade acaba se convencendo de que a impunidade política é tão grande que tudo acaba sendo esquecido. Talvez desta vez o Brasil tenha a sorte de decifrar um dos enigmas mais bem guardados e cuja solução pode levar a decisões graves no Governo da nação.

Continua após a publicidade

Talvez seja Marielle quem consiga, desde o além, acabar com o pesadelo que o país vive, governado por uma família que parece cada vez mais envolvida não apenas em corrupção, mas em tramas obscuras que lembram as famosas e perigosas máfias mundiais.

A Igreja primitiva costumava dizer que “o sangue dos mártires era a semente dos cristãos”. Quem sabe se o sangue de Marielle não acabará sendo a semente da redenção política capaz de iluminar novos caminhos de esperança para um país menos torturado por uma política que ofende a sua dignidade e que vem sendo opróbio do mundo.

(Transcrito do jornal El País)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.