Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Me Engana que Eu Posto Por Coluna A verdade por trás de manchetes falsas que se espalham pela internet. Editado por João Pedroso de Campos.

Alemães abandonaram carros em protesto contra gasolina mais cara?

Compartilhada cerca de 440.000 vezes no Facebook, notícia falsa afirma que o governo alemão desistiu de aumentar o preço do combustível após mobilização

Por João Pedroso de Campos Atualizado em 6 dez 2017, 20h26 - Publicado em 17 nov 2017, 19h36

Tem sido compartilhada com vigor no Facebook desde ontem uma imagem que pretende indignar os brasileiros e mostrar os alemães como baluartes da civilidade, exemplos a serem seguidos.

Um usuário da rede social publicou uma foto de uma imensa concentração de carros e, como legenda, escreveu que se tratava de um protesto feito na Alemanha uma hora após o governo do país aumentar o preço da gasolina. Segundo a publicação, compartilhada cerca de 440.000 vezes no Facebook, a medida foi revogada depois da mobilização:

//Reprodução

Se o leitor está se perguntando “por que não somos assim?”, calma, a notícia é falsa.

A foto, na verdade, não mostra um protesto na Alemanha, mas um engarrafamento quilométrico na China. Com um zoom na imagem, é possível perceber que todas as pessoas fotografadas aparentam ser asiáticas e as placas de trânsito são escritas em caracteres orientais.

Continua após a publicidade

A imagem foi feita em setembro de 2012 na cidade de Shenzhen, província de Guangdong, por um fotógrafo a serviço da agência Rex Features. A legenda da foto explica que o congestionamento aconteceu durante um feriado nacional naquele ano, quando, conforme estimativas, nada menos que 740 milhões de pessoas pretendiam viajar pelo país asiático:

Não há, além disso, nenhum registro na imprensa alemã de que o governo do país europeu tenha aumentado o preço da gasolina nos últimos meses, assim como não há reportagens sobre o suposto protesto. Conforme o site Global Petrol Prices, o litro do combustível custa, em média, 5,31 reais na Alemanha – no Brasil, o preço médio é de 3,94 reais.

 

Agora você também pode colaborar com o Me engana que eu posto no combate às notícias mentirosas da internet. Recebeu alguma informação que suspeita – ou tem certeza – ser falsa? Envie para o blog via WhatsApp, no número (11) 9 9967-9374.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)