Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Matheus Leitão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog
Continua após publicidade

O recado da OAB para Alexandre de Moraes na posse de Barroso

Presidente da maior entidade civil do país reafirma compromisso com a democracia e cobra que ministros deem exemplo de respeito a direitos

Por Matheus Leitão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 29 set 2023, 18h41 - Publicado em 29 set 2023, 14h20

Nos oito minutos em que discursou na sessão de posse do ministro Luís Roberto Barroso como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quinta-feira, 28, o presidente da OAB, Beto Simonetti, incluiu um pedido aos ministros e, em especial, a Alexandre de Moraes.

Como tem feito desde fevereiro de 2022, quando assumiu a OAB, Simonetti defendeu o tribunal, a democracia e a Justiça Eleitoral. “A Ordem dos Advogados do Brasil foi a primeira instituição civil do país a declarar a lisura das eleições de 2022”, lembrou o advogado, dirigindo-se aos ministros, no plenário.

Em seguida, no entanto, ele fez o pedido. “Cabe ao STF dar o exemplo de respeito às prerrogativas de quem exerce uma função essencial à Justiça”, disse. Ele se referia às prerrogativas dos advogados, como apresentar argumentos presencialmente nas sessões dos tribunais.

Nas últimas semanas, depois que o STF começou a julgar os acusados pelos ataques do 8 de Janeiro, advogados começaram a se queixar do tratamento dispensado a eles por ministros. No primeiro dia do julgamento, o ministro Alexandre de Moraes, relator dos processos, chegou a dar broncas nos profissionais que usaram a tribuna para apresentar a defesa de seus clientes. Depois, Moraes transferiu a análise dos casos para o plenário virtual, onde os ministros apenas apresentam seus votos por escrito, sem debate.

Continua após a publicidade

“O cotidiano do Brasil, infelizmente, ainda é de frequentes e sistemáticas agressões à advocacia. As violações são de vários tipos, como a negativa de uma audiência ou de sustentação oral presencial. Mas chegam às agressões verbais e físicas, que já resultaram até mesmo em morte de colega”, disse Simonetti.

Segundo Simonetti, a OAB reconhece que o STF tem atendido a maioria dos pedidos feitos pela entidade em defesa dos colegas. Mas insistiu que “é preciso que o STF faça valer o respeito aos direitos e garantias do cidadão e, para isso, a advocacia é essencial e indispensável, como determina a Constituição da República”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.