Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Moro se queima, Lula e Bolsonaro comemoram

Saída do Podemos prejudicou ainda mais imagem do ex-juiz

Por Matheus Leitão Atualizado em 6 abr 2022, 15h31 - Publicado em 5 abr 2022, 16h43

A indecisão de Moro sobre seu futuro político está custando caro à imagem do ex-juiz, já tão arranhada após a Lava-Jato e o trabalho como ministro da Justiça de Jair Bolsonaro.

Pouco mais de quatro meses depois de se filiar ao Podemos com a promessa de ser a força da terceira via, o magistrado desistiu do partido, foi para o União Brasil, causou atritos dentro das duas legendas e ainda não sabe se conseguirá se candidatar à Presidência.

Isso, já sabemos.

Mas as mágoas em relação a Moro dentro do Podemos são várias. O partido gastou 3 milhões de reais com o ex-ministro, e dirigentes falam em traição e descaso.

No União Brasil, o clima também não parece positivo. Moro é uma pessoa instável e todos já perceberam isso.

Continua após a publicidade

Num dia, afirmou que desistia da pré-candidatura ao Planalto. Um dia depois, disse que não desistiu de nada.

A reação veio rápido e o presidente do União Brasil, Luciano Bivar, e o secretário-geral do partido, ACM Neto, disseram em comunicado que a filiação de Moro tem como objetivo um “projeto político-partidário” em São Paulo.

A mensagem foi clara, mas Moro ainda tem alguma força e há possibilidade — mesmo que remota — de que ele consiga disputar a corrida presidencial.

Enquanto Moro se queima, Lula e Bolsonaro comemoram.

O ex-juiz que era a grande promessa para acabar com a polarização tem se mostrado inconstante, vaidoso e indeciso em relação ao que realmente quer fazer na política.

Se continuar a arrumar confusão, vai acabar não sendo candidato a coisa nenhuma ou, se for candidato, pode perder ainda mais votos por causa das atitudes atrapalhadas dos últimos meses.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)