Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Matheus Leitão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog
Continua após publicidade

Lula refaz o que havia sido desfeito por Bolsonaro

Capes e MEC recriam programa Abdias Nascimento, destinado à formação de pretos, pardos e indígenas, além de população em situação de deficiência

Por Matheus Leitão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 29 jun 2023, 15h41 - Publicado em 29 jun 2023, 11h25

Após os terríveis anos Bolsonaro, as políticas afirmativas, sob Lula, finalmente voltam a sair do papel.

Que Jair Bolsonaro não atuava pela minoria, por justiça social e por igualdade, todo mundo sabe. Que ele descontinuou importantes políticas públicas na área de saúde (em plena pandemia), educação e ciência e tecnologia, também. O Programa de Desenvolvimento Acadêmico Abdias Nascimento, do Ministério da Educação (MEC), foi um deles.

Criado em 2013 e sem novas chamadas desde 2018, a política foi extinta em 2022 durante o desmonte da educação comandado pelo líder da extrema direita, mas relançada nesta quinta, 29, pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão vinculado ao MEC, em parceria com a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização de Jovens e Adultos, Diversidade e Inclusão (Secadi/MEC).

O objetivo é formar e capacitar estudantes pretos, pardos e indígenas, além de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades. Os cursos serão realizados em universidades, instituições de educação profissional e tecnológica, assim como em centros de pesquisa de excelência tanto no Brasil quanto no exterior.

Continua após a publicidade

Com o investimento anunciado de R$ 600 milhões, a fundação detalha que o programa atuará em diversas frentes: formação de professores e pesquisadores no país e no exterior, formação de professores da Educação Básica e capacitação para acesso à pós-graduação.

Embora ainda esteja patinando em algumas áreas e sofrendo com articulações políticas, o lançamento dessa ação hoje dá um pouco de alívio e uma esperança de que o país voltará a olhar para suas minorias e estará sempre preocupado em reparar injustiças sociais.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.