Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Marcela Rahal Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Marcela Rahal
Jornalista, repórter e apresentadora. Blog de informação e análise do cenário político nacional
Continua após publicidade

‘Expectativa é positiva’, diz advogado de Moro sobre julgamento

Gustavo Guedes participou de live de VEJA e classificou as ações no TRE-PR contra o senador como 'uma tentativa de criação de uma tese'

Por Marcela Rahal Atualizado em 9 Maio 2024, 12h32 - Publicado em 9 abr 2024, 10h49

O advogado Gustavo Guedes, responsável pela defesa do senador Sergio Moro (União Brasil) no processo em que ele responde por abuso de poder econômico na pré-campanha eleitoral de 2022, foi o entrevistado do programa Ponto de Vista, da VEJA. O advogado vai falar sobre a expectativa para o julgamento que será retomado nesta terça-feira, 9, às 14h.

O senador está a um voto de evitar a cassação de seu mandato no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). Até o momento, dos sete desembargadores da Corte, três votaram pela absolvição de Moro e um contra. Questionado, Guedes diz ter uma “expectativa positiva” para a continuidade do julgamento por “confiar na tese” apresentada pela defesa.

“Expectativa positiva pela forma como os debates foram conduzidos no TRE do Paraná. Um debate com muita transparência, levando ao eleitorado, especialmente do Paraná, a realidade e o que estava sendo discutido no processo. Eu tenho expectativa positiva, mas naturalmente respeitando os muitos votos que ainda têm que ser proferidos”, afirmou.

O advogado também comentou sobre a possibilidade dos autores das ações – ou da própria defesa, a depender do resultado – de recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral. “Em relação a Brasília [onde fica o TSE] é esperar concluir esse julgamento e entender quem precisará recorrer a Brasília. Tem bastante coisa pra acontecer”, salientou.

Guedes também disse que viu nas ações – e na argumentação dos partidos que a apresentaram – uma “tentativa da criação de uma tese” e de “criminalizar os gastos em pré-campanha”. Para o advogado, o “precedente” que pode ser aberto com uma possível condenação de Moro seria “um buraco negro para que tudo pudesse ser colocado nele como um período de pré-campanha”.

“É preciso que tenha limites, naturalmente. Mas eu defendo que se tenha legislação sobre isso. Ou que se tenha uma sinalização, na ausência de legislação, da Justiça Eleitoral que valha pra frente. A minha maior crítica pra esse caso foi a tentativa da criação de uma jurisprudência olhando pra trás”, concluiu Gustavo Gudes.

Continua após a publicidade

Assista à entrevista completa abaixo

Sobre as ações

Há duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs) contra o ex-ministro de Bolsonaro, cada uma protocolada por frentes antagônicas. A primeira pelo Partido Liberal (PL) e a outra pela Federação Brasil da Esperança, composta por PT/PCdoB/PV. Os partidos alegam que os gastos feitos por Sergio Moro na pré-campanha deram a ele uma visibilidade desproporcional, o que impactou a disputa para o Senado.

Sobre o programa

O Ponto de Vista, apresentado por Marcela Rahal, também vai abordar as principais notícias do dia com o colunista Robson Bonin. Você pode participar mandando sua pergunta em nossas redes sociais ou pelo chat.

A entrevista é transmitida simultaneamente no YouTube e na homepage da VEJA, e para os inscritos no canal da VEJA no WhatsApp.

YouTube: https://www.youtube.com/c/veja

Continua após a publicidade

Inscreva-se nos canais da VEJA nas redes sociais e fique por dentro de tudo sobre o novo programa.

Facebook: https://www.facebook.com/Veja/

Instagram: https://www.instagram.com/vejanoinsta/

Leia mais sobre o Ponto de Vista e sobre os bastidores da política nacional:

https://veja.abril.com.br/coluna/marcela-rahal

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.