Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

O ‘gelo’ de Lula em Romeu Zema

Governador mineiro esteve em Brasília e tentou discutir dívida do estado com presidente, mas só conseguiu ser recebido pelo ministro Rui Costa

Por Valmar Hupsel Filho
20 nov 2023, 18h27

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), tentou ser recebido nesta segunda-feira, 20, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Brasília para discutir os termos da renegociação da dívida do estado, mas não conseguiu. Acompanhado do vice-governador, Mateus Simões, Zema esteve no Palácio do Planalto, participou de solenidade alusiva à passagem do Dia da Consciência Negra, mas só conseguiu se reunir com o ministro da Casa Civil, Rui Costa, no final da manhã.

Zema tem sido cobrado para encontrar uma solução para a dívida do estado, hoje em torno de 160 bilhões de reais. O estado tem que resolver a questão até o dia 20 de dezembro, sob risco de ficar inadimplente e impossibilitado de fechar convênios, por exemplo. O governador mineiro tenta aprovar um Regime de Recuperação Fiscal (RRF) na Assembleia Legislativa de Minas, mas tem ficado isolado em razão do caráter impopular de sua proposta, que prevê congelamento de reajustes e contratações no serviço público e privatização de estatais.

Uma das principais críticas das quais é alvo é a de que Zema não tem interlocução com o governo federal. Desde a posse de Lula para o terceiro mandato, o mineiro esteve apenas uma vez com Lula, no dia 9 de janeiro, quando todos os governadores foram a Brasília para um ato de repúdio ao quebra-quebra golpista do dia anterior. O petista também nunca visitou Minas Gerais desde que iniciou o terceiro mandato. O governador mineiro apoiou o então presidente Jair Bolsonaro em sua tentativa de reeleição na disputa contra Lula, e não fez nenhum gesto de aproximação com o petista desde a posse.

Na semana passada, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que é mineiro, entrou na discussão. Ele se reuniu com Lula, com o presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Tadeu Martins Leite (MDB), e com a bancada de parlamentares do Estado para discutir uma saída, e afirmou que vai apresentar uma proposta alternativa para a recuperação finenceira do Estado.

Continua após a publicidade

As propostas seguirão trâmites paralelos, mas com caminhos políticos distintos. A sugestão de Pacheco será apresentada diretamente a Lula em reunião nesta terça-feira, 21. A alternativa proposta por Zema deverá ser discutida em reunião entre o governador e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que pode ocorrer ainda nesta semana.

Pacheco tem sido visto por aliados como um potencial nome para concorrer ao governo de Minas em 2026, quando encerra seu mandato como senador, e pode ter apoio do presidente Lula.  A aproximação também é interessante para o petista, uma vez que Pacheco comanda a Casa do Congresso onde há o principal foco de oposição ao governo.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.