Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Com frio intenso e previsão de menos chuvas, mortes no RS chegam a 149

Porto Alegre registra menor temperatura do ano; nível do Guaíba desce durante a noite, mas ainda causa alerta

Por Bruno Caniato Atualizado em 15 Maio 2024, 12h55 - Publicado em 15 Maio 2024, 10h24

Nesta quarta-feira, 15, o total de mortes causadas pelas chuvas que atingem o Rio Grande do Sul subiu para 149, segundo boletim divulgado pela Defesa Civil estadual às 9h. A catástrofe climática já atinge mais de 2,1 milhões de pessoas e, apesar da trégua nos temporais, o estado sofre com a passagem de uma frente fria que vem derrubando as temperaturas desde o final de semana.

Na última terça-feira, 14, a cidade de Porto Alegre registrou o dia mais frio do ano, com termômetros oscilando entre 10ºC e 16,5ºC. De acordo com o portal Climatempo, a previsão é de frio intenso e geada nas regiões da Serra Gaúcha, norte do estado e fronteira com o Uruguai, com sensação térmica em torno de 0 grau — em São José dos Ausentes, a temperatura pode despencar para -2ºC.

Devido ao sistema de alta pressão que atua sobre o Sul do Brasil e inibe a formação de nuvens, a previsão é que a maior parte do Rio Grande do Sul tenha uma quarta-feira ensolarada. Ainda assim, o risco de deslizamentos de terra é considerado alto em razão do acúmulo das chuvas e da saturação do solo, segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

Nível do Guaíba tem ligeira queda

Durante a madrugada desta quarta-feira, o nível do Lago Guaíba registrou um leve recuo em razão do menor volume de chuvas. Entre as 22h de ontem e as 8h de hoje, a altura das águas diminuiu 4 centímetros, passando de 5,25 metros para 5,21, com previsão de estabilidade pelo Cemaden. O monitoramento é feito pela Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) do estado e pelo Serviço Geológico do Brasil (SGB).

Segundo a prefeitura de Porto Alegre, oito das 23 casas de bombas que revertem as águas do Guaíba para fora da capital estão operando. Nos últimos dias, as equipes municipais têm trabalhado para restaurar o funcionamento da Estação de Bombeamento de Água (EBAB) Moinhos de Vento, mas as máquinas continuavam inoperantes na manhã desta quarta-feira.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.