Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Bahia Por VEJA Correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens baianos.

Em debate, Rui pretende manter estratégia de associar adversários a Temer

Candidato à reeleição e líder das pesquisas, atual governador tem se aproveitado da impopularidade do emedebista para responder ataques de concorrentes

Por Rodrigo Daniel Silva Atualizado em 2 out 2018, 09h52 - Publicado em 2 out 2018, 09h10

O governador e candidato à reeleição Rui Costa (PT) pretende manter a estratégia de associar os adversários ao governo do presidente Michel Temer (MDB) no debate desta terça-feira 2 da TV Bahia, afiliada da Rede Globo.

Participarão do debate os candidatos a governador João Henrique (PRTB), João Santana (MDB), José Ronaldo (DEM), Marcos Mendes (PSOL) e Rui. O mediador será o jornalista Márcio Gomes.

A tática já foi usada pelo petista baiano no embate que aconteceu em agosto na TV Bandeirantes. Na ocasião, Rui se defendeu dos ataques que vieram de José Ronaldo e de João Santana com a impopularidade de Temer. Na Bahia, o governo do emedebista tem 92% de reprovação e 4% de aprovação, conforme pesquisa Ibope divulgada na semana passada. Já 4% não sabem ou não responderam.

O postulante à reeleição atribuiu o avanço da criminalidade no estado ao governo federal, que, segundo ele, “não faz a sua parte e lava as mãos” para combater o tráfico de drogas. Também disse que Temer fazia uma “perseguição aos pobres” com a tentativa de aprovar a Reforma da Previdência.

Além disso, responsabilizou o presidente pelos baixos indicadores sociais do estado. De acordo com ele, Temer “insistia em reduzir” o Bolsa Família, o que provoca “queda de consumo, queda da economia e aumento do desemprego”. Segundo aliados ouvidos por VEJA, Rui Costa, no debate, também deve falar sobre a polarização nacional entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), ao pregar um discurso de paz.

Nesta segunda-feira 1º, ao pedir votos para o aliado Haddad, afirmou que “raiva, ódio e violência não ajudam em nada” e “para o Brasil voltar a crescer, é fundamental estimular a fraternidade e o respeito”. Rui Costa lidera as pesquisas de intenções de votos com 61% dos votos contra 10% de José Ronaldo.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)