Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Confidências de um poste

Dilma ensina que só é espontâneo o que se decide sob muita pressão

Por Branca Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 22h24 - Publicado em 27 jun 2016, 19h04

“Ô Vera, é assim quase público e notório que eu não tinha a menor pretensão de ser presidenta, tampouco de concorrer a nenhum cargo eletivo naquele então. Foi assim uma coisa espontânea muito pressionada – conhece ‘espontânea muito pressionada’? Foi isso o que aconteceu”. (Dilma Rousseff, em entrevista à Agência Pública, explicando à jornalista Vera Durão, em dilmês castiço, que um poste vira candidato à Presidência da República porque não deseja o que quer ou não quer o que deseja)

Publicidade