Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Universal comemora cura da Covid de Edir Macedo por hidroxicloroquina

No início da pandemia, líder religioso disse para os fieis não se assustarem com a doença, pois o medo é a "tática de Satanás"

Por Eduardo Gonçalves Atualizado em 12 jun 2020, 12h37 - Publicado em 12 jun 2020, 12h24

A Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) anunciou nesta sexta-feira, dia 12, que o seu líder máximo, o bispo Edir Macedo, de 75 anos, contraiu o novo coronavírus e foi curado da doença após “tomar todos os medicamentos indicados pelos médicos, entre eles a hidroxicloroquina”, conforme o religioso fez questão de frisar. Ele estava internado desde segunda-feira, dia 8, no Hospital Moriah, ligado a um grupo empresarial da Universal, de onde recebeu alta.

No início da pandemia, em março, Macedo tentou minimizar a gravidade da doença e pediu aos seus seguidores para não se preocuparem. “Meu amigo e minha amiga, não se preocupe com o coronavírus. Porque essa é a tática, ou mais uma tática, de Satanás. Satanás trabalha com o medo, o pavor. Trabalha com a dúvida. E quando as pessoas ficam apavoradas, com medo, em dúvida, as pessoas ficam fracas, débeis e suscetíveis. Qualquer ventinho que tiver é uma pneumonia para elas”, disse Macedo em vídeo divulgado no Facebook, na época.

  • Macedo não foi o único líder do meio evangélico a contrair a Covid-19, que já matou mais de 40.000 pessoas e infectou cerca de 805.000 no país. O líder da bancada evangélica na Câmara dos Deputados, Samuel Câmara, pastor da Assembleia de Deus, também testou positivo para a doença e se recuperou, assim como o líder da Convenção Batista Brasileira, pastor Sócrates Oliveira de Souza. Cantores do segmento gospel como Fernanda Brum, Soraya Moraes, Mariana Valadão e Barbara Amorim também pegaram o vírus e hoje estão bem.

    ASSINE VEJA

    Os desafios dos estados que começam a flexibilizar a quarentena O início da reabertura em grandes cidades brasileiras, os embates dentro do Centrão e a corrida pela vacina contra o coronavírus. Leia nesta edição.
    Clique e Assine

    Outros líderes e celebridades do mundo religioso, no entanto, não tiveram a mesma sorte e infelizmente morreram por complicações da Covid-19. É o caso da cantora Fabiana Anastácio, de 45 anos, e do pastor Neto Nunes, de 52 anos, presidente da Convenção das Assembleias de Deus de Fortaleza.

     

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade