Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Três mortos nos últimos cinco dias em Santa Catarina

Até agora, 28 cidades foram afetadas pelas enxurradas. Um bebê de três meses foi arrastado pelas águas e encontrado morto

Por Da Redação 8 set 2011, 12h14

Com a morte de um bebê de três meses e 28 dias na cidade de Massaranduba, no norte de Santa Catarina, chegou a três o número de mortes provocadas pelas chuvas dos últimos cinco dias no estado. A criança, Andressa Wendorf, era uma das filhas gêmeas de Adelino e Adriana. Na noite desta quarta-feira, o casal saiu de casa para fugir de um alagamento. Ao tentar atravessar um córrego, a família foi surpreendida pela força da água. Andressa foi arrastada. Minutos depois, foi localizada em um matagal, já morta.

Também ontem, em Jaraguá do Sul, na mesma região, um operário morreu ao ser atingido por um raio. Em Florianópolis, a vítima foi o garoto Guilherme Demarch, de 8 anos. Em Ribeirão da Ilha, o menino escorregou e foi levado pelas águas enquanto observava a forte correnteza de um córrego que passa nos fundos da casa de seu pai. Seu corpo foi encontrado a cinquenta metros da casa.

Dezenas de cidades catarinenses foram castigadas pela chuva que caiu na madrugada desta quinta-feira. Em Mirim Doce, no Alto Vale do Rio Itajaí, todos os acessos foram bloqueados por alagamentos e transbordamentos de rios. A cidade passou o dia sem energia elétrica e telefone. Bombeiros e agentes da Defesa Civil dos municípios vizinhos de Taió, Rio do Sul e Pouso Redondo entraram na cidade a bordo de barcos, para atender aos pedidos de resgate de famílias ilhadas.

Na Grande Florianópolis, as principais ruas da luxuosa praia de Jurerê Internacional, de Canasvieiras e dos Ingleses amanheceram alagadas. Algumas localidades continuam inacessíveis. A cidade portuária de São Francisco do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, também está isolada.

Alagamentos e a queda de partes de duas pontes na BR-280 impedem o tráfego de veículos. Em Palhoça, no Morro dos Cavalos, o quilômetro 220 da rodovia, na faixa Norte-Sul, está parcialmente interditado. Outras dez estradas no estado têm o fluxo de veículos comprometido por alagamentos ou deslizamentos de terra sobre a pista. Entre elas, estão a SC-302, no quilômetro 279; a SC-429, no quilômetro 7; a SC-456, no quilômetro 125; a SC-428, no quilômetro 122; e a SC-430, no quilômetro 32.

Continua após a publicidade

Caos ─ De acordo com a Defesa Civil do Estado de Santa Catarina, 28 cidades foram impactadas pelas chuvas. Os municípios Rio dos Cedros, José Boiteux, Rio das Antas e Pouso Redondo decretaram situação de emergência. Segundo o último boletim, divulgado pelo órgão às 16 horas desta quinta-feira, 23.693 pessoas foram afetadas ─ 285 foram desalojadas (tiveram que deixar suas casas) e 124 estão desabrigadas (perderam suas casas). Só em Rio dos Cedros, que decretou estado de emergência nesta tarde, há 10.230 cidadãos agredidos pelas chuvas.

(Com Agência Estado)

LEIA TAMBÉM:

Cidades de SC têm maior volume de chuva desde 1965

Em SC há 43 cidades em emergência por causa da chuva

Chuvas em Santa Catarina afetam ao menos 22 cidades

Continua após a publicidade
Publicidade