Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Templo chinês de 2000 toneladas é deslocado em 30 metros

Pavilhão Mahavira foi colocado sobre trilhos especialmente concebidos para a operação, que durou duas semanas

Por Da redação 18 set 2017, 10h48

O edifício principal de um templo budista de 135 anos em Xangai, na China, foi retirado do lugar onde estava e deslocado 30 metros por questões de segurança.

Milhares de pessoas visitam a cada dia o templo do Buda de Jade, e as autoridades desejavam proteger o local para evitar o risco de incêndios, considerado elevado diante do grande número de bastões de incenso que queimam no local.

  • O pavilhão Mahavira, que pesa quase 2.000 toneladas, foi colocado sobre trilhos especialmente concebidos para a operação e deslocado lentamente, com o objetivo de abrir mais espaço para circulação de pessoas no seu entorno. Os operários injetaram cimento nas fundações do edifício para reforçá-lo, antes do deslocamento. A operação terminou no domingo, após duas semanas.

    As estátuas do pavilhão foram protegidas previamente e deslocadas com o edifício, segundo o Diário do Povo, jornal oficial do Partido Comunista da chinês.

    A operação é parte de uma campanha iniciada em julho de 2014 para responder às “preocupações em termos de incêndio e segurança do público”, afirmaram os diretores do templo.

    Templo Buda de Jade na China
    Templo Buda de Jade, em Xangai na China – 11/10/2013 maduarte/Flickr

    (Com AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade