Clique e assine a partir de 8,90/mês

Sobe para 52 o número de mortos por causa das chuvas em Minas Gerais

Defesa Civil contabiliza 33.290 afetados, incluindo desalojados, desabrigados e feridos; duas pessoas estão desaparecidas no interior

Por Da Redação - Atualizado em 28 jan 2020, 19h31 - Publicado em 28 jan 2020, 11h45

O número de mortes provocadas pelas fortes chuvas em Minas Gerais subiu para 52, é o que informa a Defesa Civil do estado em novo balanço divulgado nesta terça-feira, 28. Segundo o último boletim do órgão, divulgado nesta tarde, há 33.290 pessoas afetadas, incluindo desalojados, desabrigados e feridos. Uma pessoa no município de Conselheiro Lafaeite segue desaparecida.

Entre os afetados, há 28.893 desalojados, 4.397 desabrigados e 65 feridos. A cidade com o maior número de mortes é Belo Horizonte (13), seguida de Betim (6) e Alto Caparó (4).

Um decreto publicado no Diário Oficial estadual na segunda-feira 27 elevou de 99 para 101 o número de cidades em emergência. A medida vale por 180 dias e permite ações mais rápidas para a recuperação de estragos e ajuda à população. Todos os órgãos estaduais estão autorizados a atuar sob a coordenação da Defesa Civil mineira.

No fim de semana, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto informou que o governo federal tem 90 milhões de reais disponíveis para liberação imediata aos municípios atingidos por chuvas desde 17 de abril. Canuto esteve em Belo Horizonte em reunião com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e com prefeitos de cidades atingidas pelas chuvas. 

Continua após a publicidade
Publicidade