Clique e assine com 88% de desconto

Governo Federal envia R$ 90 milhões para áreas atingidas pela chuva

Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, que contabilizam 46 mortos, terão prioridade para receber os recursos

Por Redação - 26 jan 2020, 14h15

Depois de sobrevoar a Região Metropolitana de Belo Horizonte na manhã deste domingo, 26, o ministro do Desenvolvimento Regional do Brasil, Gustavo Canuto, anunciou o repasse de 90 milhões de reais por parte do Governo Federal para as áreas atingidas por temporais nos últimos dias. Os estados mais castigados pelas chuvas são Minas Gerais, onde foram confirmadas 37 mortes, e Espírito Santo, com nove vítimas fatais. Segundo o ministro, estes não são os “únicos recursos disponíveis”.

“Durante o sobrevoo, verificamos falhas que não são dessa gestão”, defendeu o ministro. “A prioridade agora é garantir que a burocracia não atrapalhe o socorro. Depois, virá o momento de reconstruir, pensar em novas moradias, obras de saneamento e contenção de enchentes”, afirmou Canuto, que disse que o presidente Jair Bolsonaro está “muito preocupado” com a situação do Sudeste. Canuto afirmou também que a verba será enviada aos municípios mediante demanda e que os pedidos serão analisados o mais rápido possível.

Também presente na entrevista, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), disse que as deficiências estruturais que levaram ao desastre não podem ser resolvidas em um ano. “Sei que isso é fruto de um contexto social muito maior e que há comunidades com décadas de ocupação. Não adianta dizer que vou resolver o problema para o ano que vem, mas é necessário começar”, disse o governador. Segundo Zema, a Defesa Civil chegou a ordenar que algumas famílias saíssem de suas casas, mas as vítimas “não obedeceram”. “Hoje vimos como a ocupação desordenada do solo leva pessoas para áreas de alto risco. Começamos a pensar sobre a reativação de programas habitacionais capazes de ameninar a situação”, afirmou o governador.

Publicidade