Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O maior Réveillon da Amazônia

Manaus amplia a festa de virada de ano e se posiciona como o maior polo de celebração da Região Norte

Até 2013, a festa oficial de fim de ano em Manaus acontecia dentro de um anfiteatro, diante da praia de Ponta Negra. Foi assim ao longo de duas décadas. Quem acompanhava o Réveillon pela TV era obrigado a assistir à transmissão da festa no Recife. Boa parte dos turistas que vivem na Região Norte buscava celebrar em praias do Nordeste.

Entretanto, desde 2014, a virada é celebrada nos dois quilômetros de extensão da orla da praia de Ponta Negra, e não mais num local fechado. Mais de 250 000 pessoas comparecem, com toda segurança – cada uma passa por revista e garrafas de vidro, por exemplo, são proibidas. A festa conta com bandas locais e atrações nacionais – neste ano, a principal atração será o cantor Luan Santana.

O show pirotécnico conta com três balsas carregadas com 6 toneladas de fogos de artifício. Dura mais de dez minutos e já é o terceiro mais longo do país. As emissoras de televisão agora transmitem a festa para toda a Região Norte – e os turistas dos estados vizinhos estão se voltando para Manaus, a ponto de 80 000 pessoas de fora do estado, incluindo estrangeiros, visitarem a capital amazonense no fim do ano.

Atrações variadas

Manaus criou diferentes espaços para dar boas-vindas ao ano novo, localizados nas regiões leste, sul e centro-oeste da cidade. Na zona leste, por exemplo, onde também é realizado um show pirotécnico de dez minutos, a cantora Joelma vai comandar a festa. “Manaus já oferece um dos maiores Réveillons do Brasil, com dez horas de shows. É mais um passo para nos consolidarmos entre as maiores cidades turísticas do país”, afirma o diretor presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula. Além de três pontos principais, a prefeitura também estimula a realização de festas em outros cinco locais populosos da capital.

Com 2,2 milhões de habitantes, a metrópole oferece uma vida cultural e gastronômica variada. E também uma série de atrações para quem visitá-la no fim do ano: o turismo sustentável na Amazônia, o encontro das águas dos rios Negro e Solimões, o Teatro Amazonas, o recém-inaugurado Museu da Cidade de Manaus, o centro histórico, que vem passando por um trabalho de restauração, e o Mercado Municipal.

“Nesta época do ano, quando o nível do Rio Negro desce mais de 20 metros, surgem praias de rio que não existem em outros meses, como a praia do Tupé e a praia da Lua”, afirma Bernardo Monteiro de Paula. Esses atrativos fazem com que muitos turistas, que já conhecem as festas de fim de ano em outros lugares famosos, em especial São Paulo e Rio de Janeiro, estejam procurando Manaus.

Novo mercado

O Réveillon de Manaus vem sendo apresentado para o mercado turístico do exterior. O destino foi considerado destaque, pelo segundo ano consecutivo, na World Travel Market, um dos principais eventos globais da indústria de viagens.

A cidade também vai receber a cobertura do programa norte-americano Vip Florida, que vai transmitir a festa ao vivo nos Estados Unidos. O convite tem o objetivo de ampliar o número de visitantes americanos na cidade, que, de avião, está mais próxima da Flórida do que de São Paulo. A festa de fim de ano já é considerada pela prefeitura como um dos três maiores eventos promovidos pela cidade ao longo do ano, ao lado do festival de artes Passo a Paço e da festa Boi Manaus, realizada por ocasião do aniversário da capital.