Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Necropsia acha fragmento de projétil em Marielle Franco

Material será comparado a outros encontrados no carro da vereadora e na cena do crime; no centro da atuação da intervenção no Rio, milícias seguem suspeitas

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 26 abr 2018, 10h28 - Publicado em 26 abr 2018, 09h55

Pelo menos um fragmento de projétil foi encontrado pelos peritos do Instituto Médico-Legal (IML) na cabeça da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL), morta com quatro tiros na cabeça no dia 14 de março passado.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 25, pela emissora de TV paga GloboNews. Segundo o canal, esse fragmento será comparado com outros pedaços de balas recolhidos na cena do crime e no carro onde Marielle estava quando foi morta. A polícia fez nesta semana uma nova perícia no automóvel.

A necropsia também constatou que os quatro tiros que mataram Marielle entraram pelo lado direito do rosto dela, na região entre a sobrancelha e a orelha.

Investigação

Em declaração recente, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou que a “principal hipótese” das investigações é a de que Marielle e seu motorista, Anderson Pedro Gomes, tenham sido assassinados pelas milícias que hoje atuam no Rio de Janeiro.

“Eles (policiais) partem de um grande conjunto de possibilidades e vão afunilando isso pouco a pouco. Estão, praticamente, com uma ou duas pistas fechadas. Eu diria que, hoje, apenas uma, e que eles têm caminhado bastante adiante. A mais provável hipótese remete esse crime, muito provavelmente, à atuação de milícias no Rio de Janeiro”, afirmou o ministro.

As milícias se tornaram uma das prioridades das forças de segurança sob o comando da intervenção federal. Em entrevista coletiva após uma operação contra um desses grupos, a Liga da Justiça, o chefe da Polícia Civil, delegado Rivaldo Barbosa, afirmou que as milícias diversificaram sua atuação e estão chegando a faturar cerca de 300 milhões de reais por ano.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)