Clique e assine com até 92% de desconto

Diretores da Band estão na casa de Boechat para amparar a família

Parentes foram buscar as duas filhas menores do âncora na escola, para que elas não soubessem da morte por terceiros

Por João Batista Jr. Atualizado em 11 fev 2019, 18h54 - Publicado em 11 fev 2019, 14h54

O jornalista Ricardo Boechat, morto em acidente aéreo nesta segunda-feira, 11, na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, deixou seis filhos: Beatriz, 43 anos, Rafael, 39, Paula, 38, Patrícia, 30, Valentina, 14, e Catarina, 11. No jornal e na rádio, ele se referia aos filhos pelo termo carinhoso de “minhas crianças”.

As duas filhas menores não sabiam da tragédia noticiada por estarem no colégio, então alguns parentes foram pegá-las no começo da tarde para que não soubessem por terceiros.

Boechat era casado com a também jornalista Veruska Seibel. Amigos e diretores da Band já estão na casa dela neste momento, para dar amparo e consolo.

  • Veruska é natural do Espírito Santo, onde começou a carreira trabalhando como colunista social. Foi em Vitória que o casal e as filhas passaram o Natal e, depois, seguiram de férias para os Estados Unidos.

    Acidente com helicóptero

    O jornalista Ricardo Boechat morreu em queda de helicóptero hoje de manhã na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, conforme noticiou a coluna RadarO chamado de socorro foi feito às 12h14. Além de Boechat, o piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, também foi morto na tragédia.

    Boechat estava retornando de Campinas, onde havia feito uma palestra em encontro da Libbs, empresa farmacêutica. Segundo o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), a aeronave está no nome da RQ Serviços Aéreos Especializados Ltda. e estava com a documentação dentro da validade.

    Continua após a publicidade
    Publicidade