Clique e assine a partir de 9,90/mês

Manifestação dentro da Alerj termina em pancadaria

Seguranças da Assembleia Legislativa do Rio retiraram grupo de cerca de 30 manifestantes com uso da força e spray de pimenta

Por Da Redação - 8 Aug 2013, 18h56

Uma manifestação na tarde desta quinta-feira terminou em pancadaria dentro das galerias da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). A confusão, desta vez, envolveu cerca de 30 manifestantes e os guardas da Alerj, que tentaram, depois do fim da sessão, remover o grupo – todos com rostos à mostra, alguns com bandeiras do PSTU e de organizações de estudantes.

Leia também:

Continua após a publicidade

Governo do Rio pagará tratamento de manifestante que ficou cega

Os manifestantes acompanharam a sessão desde o início da tarde. Como de costume, gritaram palavras de ordem e xingaram o governador Sérgio Cabral. Ao fim, o grupo insistiu em permanecer nas galerias, recusando a orientação dos guardas da Casa. Diante da resistência, os guardas usaram spray de pimenta e tentaram retirar o grupo à força.

Continua após a publicidade

Quem tentou resistir afirmava que estava à espera de mais integrantes do protesto. A Alerj já estava cercada por policiais militares, devido à convocação, feita pelo Facebook, para um protesto no Centro da cidade nesta quinta-feira, marcado para as 17h.

Os deputados Janira Rocha e Marcelo Freixo, ambos do PSOL, tentaram convencer os manifestantes a deixar o local pacificamente, mas não foram atendidos. O grupo, depois de retirado, passou a caminhar em direção à Candelária, onde estão concentrados cerca de 300 manifestantes – alguns deles integrantes do grupo Black Bloc.

O protesto – A concentração do ato começou na Candelária, Centro, por volta das 16h. Depois de uma parte do grupo deixar o prédio da Alerj, todos se encaminharam para a Cinelândia, espalhando-se entre a Câmara de Vereadores e o Theatro Municipal.

Leia também:

Continua após a publicidade

MP apura se gás lacrimogêneo matou manifestante no Rio

Com o triplo da multidão, Rio tem noite de pancadaria

Depredações no Rio chegam a 3,5 milhões de reais

‘Ninguém vai proteger vândalos’, diz governador do Rio

Publicidade