Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lillian Witte Fibe será colunista do site de VEJA

Jornalista terá blog, atuará na TVeja e participará de transmissões nas redes sociais

A jornalista Lillian Witte Fibe é a mais nova colunista de VEJA na internet.

Ela assinará um blog com comentários sobre os temas quentes do noticiário, fará transmissões ao vivo nas redes sociais da publicação e participará de programas na TVEJA, ao lado de jornalistas como o colunista Augusto Nunes e o apresentador Silvio Navarro (ela estreia ao vivo, na próxima segunda-feira, às 15h, no site e no Facebook da revista).

“O noticiário anda surpreendente e os jornalistas têm muitos desafios, como combater as notícias falsas que se espalham nos meios digitais”, diz Lillian. “Ao mesmo tempo, não podemos perder de vista a prestação de serviço, pensando em leitores com dúvidas sobre temas cotidianos como cartões de crédito, dívidas, desemprego.”

No dia 27 de novembro, em São Paulo, Lillian estará entre os jornalistas e colaboradores da casa no evento Amarelas ao Vivo. Entrevistará o apresentador Jô Soares, em um dos dez encontros do dia. Adquira aqui seu ingresso.

Carreira brilhante

Jornalista desde em 1973, formada pela Universidade de São Paulo, Lillian estreou em TV depois de nove anos em jornais impressos.

Foi capa de VEJA em 20 de outubro de 1994, sob o título “A primeira-dama da notícia”. Com grande credibilidade, destacava-se então à frente do Jornal da Globo, em uma época na qual mulheres eram novidade na bancada. Em 1996, tornou-se a primeira apresentadora titular no Jornal Nacional, em dupla com William Bonner (há um vídeo no YouTube no qual ela comenta esse momento no Programa do Jô).

Uma de suas aparições de maior repercussão foi uma entrevista com Zélia Cardoso de Mello logo após o anúncio do Plano Collor. Na ocasião, o conhecimento sólido e o tom enfático ajudaram a evidenciar o despreparo da ministra da Economia sobre a bomba que havia acabado de lançar sobre as reservas econômicas dos brasileiros.

Nos anos 2000, migrou para a internet. Passou pelos portais Terra e UOL. No primeiro, deu o que falar ao cair na risada em uma notícia inusitada sobre um homem e uma mulher de cadeira de rodas presos com drogas em aeroporto:

Sua chegada a VEJA acontece em um grande momento da publicação na internet. Em setembro, o site bateu seu recorde histórico, superando os 30 milhões de leitores, quase um terço dos internautas brasileiros.

VEJA TAMBÉM:

'Reforma da Previdência é peça de marketing de Temer'

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. JOSE ROBERTO GUZZO

    QUERIDA LILIAN,

    Que bom saber que você estará por aqui !!! Até que enfim …
    Muitíssimo bem vinda, votos de sucesso e um beijão. G

    Curtir

  2. Rosanilson Lopes

    Parabéns a Veja pela excelente aquisição e por ter dispensado a bosta do Reinaldo Azevedo.

    Curtir

  3. Lillian Witte Fibe Eu Amo Essa Mulher Rapá…
    Veja.Com Multimídia Eletrônica Revelação !

    Curtir

  4. Gilberto Josefic

    Bem vinda , vou até manter minha assinatura de Veja.

    Curtir

  5. Professor Leandro Anti Comunista

    Pelo amor de Deus, NÃO!
    Para quem não lembra, essa jornalista participava do programa do Jo Soares e defendia a Dilma com unhas e dentes.
    A Veja está contratando ESQUERDISTAS.
    Se realmente ela começar a escrever para a revista, eu cancelo minha assinatura.
    FORA ESQUERDA LIXO!

    Curtir

  6. Vem da maior escola de mercenários. Não terá problemas em distorcer os fatos. É o que a PTVeja quer.

    Curtir

  7. célio alvarenga marques

    grande aquisição do site!depois da saída do reinaldo a coisa não andava boa!e que bom que o moleque ordinário felipinho moura brasil não frequenta mais essas bandas!para o quadro ficar perfeito,só falta anunciarem que a bruxa vilma gryzinski foi embora pra jovem pan!bem vinda lillian!

    Curtir

  8. célio alvarenga marques

    nossa,que medo!!!!o professor ameaçou encerrar sua assinatura se a lillian witte fibe começar à escrever para o site!acho que diante dessa terrível ameaça,não restará outra alternativa à lillian, senão voltar para a fila do desemprego!imagino o drama da editora abril!ficar sem o professor?!é capaz de suas ações despencarem,de seu valor de mercado evaporar!não é possível a veja,com quase 50 anos de história sobreviver à perda tão relevante!seria o fim da revista veja!

    Curtir

  9. luiz cesar r. e silva

    que pena. Tanta gente para ser contratada.

    Curtir