Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Investimento será menor

Por Da Redação
29 jan 2009, 20h29

Com agência Reuters

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) reviu para baixo as projeções de investimentos no país entre 2009 e 2012. De acordo com o banco, o investimento deve ficar em 1,3 trilhão de reais no período – cerca de 11% abaixo da estimativa feita em agosto de 2008, 1,46 trilhão de reais, antes do agravamento da crise econômica.

“Alguns investimentos foram postergados, mas a maioria continua firme. Houve uma redução pequena dos planos de investimento na nossa avaliação, diferente do que fala o mercado, que diz que pode cair ou desabar”, afirmou o presidente do BNDES, Luciano Coutinho.

Coutinho disse que a redução mais significativa ocorrerá na indústria, para a qual a nova projeção estima uma expansão de 9,8% por ano dos recursos aplicados, chegando a 450 bilhões de reais. Anteriormente, o banco projetava um crescimento médio anual de 14%. Já no setor de infra-estrutura a estimativa de investimentos caiu de 340 bilhões para 319 bilhões de reais entre 2009 e 2012.

Continua após a publicidade

O BNDES também projetou um crescimento no seu desembolso, que em 2009 deve chegar a 120,8 bilhões de reais e, em 2010, atingir a cifra de 136,2 bilhões de reais. Em 2008, foi registrado um desembolso recorde de 92,2 bilhões de reais. Contudo, o presidente do banco afirmou que os valores previstos representam o teto das estimativas da instituição, mas podem ser menores, caso o mercado de crédito privado se normalize.

“São valores limites considerando o papel crescente do BNDES em meio à crise financeira internacional… Esperamos que o mercado bancário privado volte a exercer seu papel”, disse Coutinho nesta quinta-feira.

Empregos – Ele afirmou que, apesar dos apelos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o banco não tem como condicionar novos financiamentos à manutenção do emprego.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.