Clique e assine a partir de 9,90/mês

Governo libera R$17 milhões para cidades de MG afetadas pelas chuvas

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, das 197 cidades mineiras que tiveram situação de emergência reconhecida, 66 já solicitaram recursos

Por Redação - Atualizado em 29 fev 2020, 18h16 - Publicado em 29 fev 2020, 18h01

O Governo Federal anunciou na manhã deste sábado 29, a liberação inicial de 17 milhões de reais para 35 municípios de Minas Gerais afetados pelas chuvas que atingiram o Estado desde janeiro. A notícia foi dada durante encontro com prefeitos de cidades atingidas, em Belo Horizonte. Em janeiro, a capital mineira teve repasse de R$ 7,7 milhões autorizado.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), das 197 cidades mineiras que tiveram situação de emergência reconhecida pelo Governo Federal, 66 já solicitaram recursos. Outros 31 municípios estão aguardando a análise dos planos de trabalho pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do MDR.

“Essas são apenas as primeiras liberações de recursos que o MDR fará aos municípios atingidos pelas chuvas em Minas Gerais e são parte do pacote de quase R$ 1 bilhão anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro. São recursos muito importantes para essas cidades, que poderão atender os moradores afetados e restabelecer a normalidade das vias públicas e outras infraestruturas danificadas”, disse o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Os recursos poderão ser utilizados em ações de socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais à população.

Continua após a publicidade

As cidades beneficiadas nesta liberação são Alto Jequitibá (R$ 103,7 mil), Abre Campos (R$ 1,2 milhão), Bocaiúva (R$ 137,4 mil), Caeté (R$ 1,2 milhão), Caparaó (R$ 1,4 milhão), Contagem (R$ 626,4 mil), Crucilândia (R$ 117,1 mil), Diamantina (R$ 492,8 mil), Divino (R$ 388,4 mil), Dores do Turvo (R$ 202,3 mil), Espera Feliz (R$ 1 milhão), Felício dos Santos (R$ 609,7 mil), Fervedouro (R$ 278,5 mil), Guidoval (R$ 749,3 mil), Ipaba (R$ 131,7 mil), Ipanema (R$ 427,9 mil), Itambacuri (R$ 18,7 mil), Itapecerica (R$ 81,3 mil), Jaboticatubas (R$ 662,2 mil), Luisburgo (R$ 1,2 milhão), Maria da Fé (R$ 230 mil), Mário Campos (R$ 725 mil), Matipó (R$ 379,5 mil), Muriaé (R$ 22,9 mil), Orizânia (R$ 219 mil), Raposos (R$ 681,3 mil), Reduto (R$ 172,9 mil), Rio Casca (R$ 17 mil), Santa Luzia (R$ 1,7 milhão), Santo Antônio do Grama (R$ 14,7 mil), Senador Firmino (R$ 171 mil), Simonésia (R$ 127,7 mil), Tarumirim (R$ 571,7 mil), Tombos (R$ 234,3 mil) e Ubá (R$ 506,9 mil).

(Com Agência Brasil)

Publicidade