Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Filósofo Roberto Romano morre aos 75 anos de Covid-19 em São Paulo

Crítico do governo Bolsonaro e o atual momento político do país, Roberto Romano era professor da Unicamp e autor de diversos livros

Por Da Redação Atualizado em 23 jul 2021, 18h18 - Publicado em 22 jul 2021, 21h05

O filósofo e professor aposentado da Unicamp Roberto Romano morreu na tarde desta quinta-feira, 22, aos 75 anos, na cidade de São Paulo. Ele não resistiu a complicações da Covid-19. Romano estava internado desde o dia 11 de junho no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas.

Em nota divulgada pelo InCor, “o professor evoluiu nas últimas semanas com quadro clínico grave, que culminou em falência de múltiplos órgãos”.

Crítico do governo Bolsonaro e o atual momento político do país, Roberto Romano era professor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp e foi autor de livros como “Brasil, Igreja Contra Estado”, “Conservadorismo Romântico”, “Silêncio e Ruído – A Sátira e Denis Diderot” e “Razão de Estado e Outros Estados da Razão”.

Publicidade