Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Comissão internacional pressiona Brasil por desaparecimentos na Amazônia

Órgão interamericano para direitos humanos pede ao governo que 'redobre os esforços' e dê informações sobre as buscas

Por Da Redação 11 jun 2022, 17h17

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) anunciou neste sábado, 11, a adoção de medidas cautelares para que o Brasil aumente os esforços na procura pelo indigenista Bruno Araújo Pereira e pelo jornalista inglês Dom Phillips. É a primeira medida internacional direcionada ao governo brasileiro após o desaparecimento da dupla, há seis dias.

A decisão pede que o Brasil “redobre os esforços para determinar a situação e o paradeiro de Bruno Araújo Pereira e Dom Phillips”, e que informe a CIDH sobre as ações adotadas na procura pelo indigenista e o jornalista. Por ser signatário de tratados regionais com a Organização dos Estados Americanos (OEA), o governo brasileiro reconhece a competência da comissão e se compromete a cumprir medidas cautelares. A comissão também dá um prazo de sete dias, contados a partir de segunda-feira, para que o governo informe quais providências adotaram em resposta às medidas cautelares e que mantenha o órgão informado.

A medida vem em resposta a um pedido protocolado por entidades da sociedade civil da área de direitos humanos e liberdade de imprensa. Essas entidades dizem que o governo demorou para agir na procura dos desaparecidos e que as medidas adotadas até agora não foram suficientes. Na resolução que decidiu pelas medidas cautelares, a CIDH considera que o desaparecimento de Pereira e Phillips representa “uma situação de gravidade e urgência de risco de dano irreparável a seus direitos”. A comissão também esclareceu que as medidas cautelares e sua adoção pelo Brasil “não constituem um prejulgamento de uma petição que eventualmente seja apresentada ao Sistema Interamericano sobre uma possível violação dos direitos”.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)