Clique e assine com até 92% de desconto

Chuvas em SP: Bombeiros registram mais de 900 ocorrências de enchentes

O volume de água registrado no intervalo de 24 horas foi o maior para um mês de fevereiro em 37 anos, informou o Inmet

Por Da Redação Atualizado em 10 fev 2020, 17h05 - Publicado em 10 fev 2020, 17h00

A forte chuva que atingiu São Paulo na madrugada desta segunda-feira, 10, provocou alagamentos, deslizamentos e congestionamentos em diversos pontos da cidade. O rodízio foi suspenso e o transporte público também foi afetado. Segundo informações da Enel SP, empresa de distribuição de energia elétrica, alguns pontos ficaram sem luz.

Na atualização mais recente, o Corpo de Bombeiros informou, por volta das 16h30, que a corporação registrou 932 ocorrências de enchentes, 166 de desabamentos ou desmoronamentos e 182 quedas de árvores. O volume de água registrado no intervalo de 24 horas foi o maior para um mês de fevereiro em 37 anos, informou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Continua após a publicidade

De acordo com Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), entre as 7h e as 13h desta segunda choveu 88,7 mm na cidade de São Paulo, o equivalente a 41% da média esperada para o mês. Em apenas dez dias de fevereiro, ainda segundo o CGE, já choveu 96% da média esperada para o mês.

Por volta das 15h30, o Metrô informou que a circulação das linhas 1-Azul e 3-Vermelha estava normalizada. Na CPTM, por sua vez, o trajeto entre as estações Osasco e Santo Amaro, da linha 9-Esmeralda, segue interrompido.

Toda a cidade de São Paulo está em estado de atenção desde a 1h, ainda no início da madrugada. Devido ao transbordamento de rios e córregos, por exemplos, os alertas foram emitidos para as seguintes regiões: Subprefeitura de Jaçanã e Tremembé, devido a transbordamento do Córrego Tremembé; Marginal Pinheiros, na altura da Ponte da Cidade Universitária; e Marginal Tietê, devido a transbordamento na altura da Ponte do Piqueri.

A prefeitura de São Paulo também informou, na tarde desta segunda-feira, que 43 escolas municipais e 41 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) deixarão de atender.

Em seu site, a Enel SP afirmou que as chuvas causaram a interrupção no fornecimento de energia em alguns pontos da cidade, como Barueri, Freguesia do Ó, Santo André e Santana do Parnaíba. “Nossas equipes estão trabalhando para normalizar o serviço, porém os vários trechos de alagamento estão dificultando o deslocamento”, diz a nota.

Continua após a publicidade
Publicidade