Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Chuvas em Pernambuco já deixam 106 mortos; 10 estão desaparecidos

Jair Bolsonaro sobrevoou a região nesta semana. Mais de 6.000 ficaram desabrigados

Por Da Redação Atualizado em 31 Maio 2022, 18h35 - Publicado em 29 Maio 2022, 12h12

As fortes chuvas que têm castigado o estado de Pernambuco já provocaram 106 mortes e deixaram mais de 6.000 desabrigados. Outras 10 pessoas estão desaparecidas. Quatro ministros – Daniel Ferreira (Desenvolvimento Regional), Ronaldo Bento (Cidadania), Marcelo Queiroga (Saúde) e Carlos Brito (Turismo) – sobrevoaram as regiões atingidas no Grande Recife. Até aquele momento haviam sido contabilizadas 44 mortes.

Nesta segunda-feira, 30, o presidente Jair Bolsonaro viajou para o estado. Reconhecido o cenário de emergência e calamidade na região, trabalhadores serão autorizados nos próximos dias a movimentar valores de suas contas de FGTS. Até agora, 14 municípios já declararam situação de emergência.

Nos últimos dias, diversos municípios pernambucanos registraram precipitações acima dos 200 milímetros. Na capital, Recife, o comércio teve de ser fechado, um muro do aeroporto desabou com a força das águas e o transporte foi comprometido. O litoral norte de Alagoas também enfrenta chuvas torrenciais.

O Ministério da Saúde ainda calcula danos em unidades básicas de saúde e enviou kits de medicamentos e insumos para atender até 6.000 pessoas por mês. A pasta do Desenvolvimento está cadastrando municípios em situação de emergência. Nessa condição, as prefeituras passam a estar aptas a receber recursos para socorro e assistência humanitária, reparos para restabelecimento de serviços de água e luz e reconstrução de estruturas públicas destruídas pelas chuvas.

A vice-governadora do estado, Luciana Santos (PCdoB), informou no domingo que 1.200 profissionais do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, da Polícia Militar e da Assistência Social estão mobilizados no atendimento às vítimas. Bombeiros militares da Paraíba integram a força-tarefa de socorro e outros estados também devem ser mobilizados.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)