Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Caso Henry: menino é um dos dez termos mais procurados no Google Notícias

Buscas pela criança no serviço de pesquisa saltaram 250% em sete dias; além do Brasil, outros 38 países registraram interesse sobre o caso

Por Marina Lang Atualizado em 14 abr 2021, 22h10 - Publicado em 14 abr 2021, 17h16

A comoção pela morte do menino Henry Borel, de 4 anos, brutalmente espancado dentro do apartamento em que morava na madrugada de 8 de março em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, fez com que as buscas pelo nome da criança no Google saltassem na última semana. VEJA teve acesso com exclusividade aos dados do Trends, serviço de análise dos termos mais procurados dentro da maior plataforma de pesquisa do mundo. No Google Notícias, serviço agregador dos principais meios de comunicação do país, “henry” ficou entre os dez termos mais procurados em âmbito nacional nos últimos sete dias. 

A mãe de Henry, Monique Medeiros, 33 anos, e o padrasto, o vereador carioca Jairo Santos Souza Junior, o Dr. Jairinho, foram presos pela Polícia Civil do Rio de Janeiro na semana passada. Eles vão responder por homicídio duplamente qualificado e tortura

De acordo com a medição, nos últimos sete dias, com a prisão da mãe e do padrasto de Henry, o termo “Henry Borel” ficou entre as 25 palavras de maior alta do país, com salto de 250% ante a semana anterior. Já o termo “caso henry” foi o 42º mais pesquisado nacionalmente. 

No estado do Rio de Janeiro, “caso henry” é um dos três termos de busca que mais cresceram nos últimos 30 dias. Segundo o Google, as buscas pelo termo saltaram 3.400% e a palavra “henry” foi o 40º termo de busca mais pesquisado no estado nos últimos 30 dias.

A equipe de análise do Google apurou ainda as buscas durante outros casos de homicídio envolvendo crianças na última década: Bernardo Boldrini (2014), Rhuan Maycon da Silva Castro (2019) e Nicollas Franco (2012). Entre todos esses eventos, o assassinato no menino Henry ficou em segundo lugar – atrás apenas do caso Isabella Nardoni, como mostra o gráfico abaixo. 

Gráfico mostra crescimento de buscas pelo menino Henry Borel
Gráfico mostra crescimento de buscas pelo menino Henry Borel Google Trends/Divulgação

O assunto mais buscado sobre ambos os crimes foi “mãe”. No caso de Henry, além de sua mãe, as pessoas mais buscadas junto ao nome dele foram a babá, Thayna de Oliveira Ferreira, e o padrasto, Dr. Jairinho. O pai, Leniel Borel de Almeida, aparece em quarto lugar, seguido pelos avós, Rosângela Medeiros e Fernando Costa e Silva. Na última semana, além do Brasil, outros 38 países registraram interesse na busca pelo caso.

À medida que os depoimentos prestados à 16ª DP (Barra da Tijuca) foram sendo revelados, os assuntos de maior alta sobre Henry foram “babá” e “selfie”. “As buscas por ambas as palavras junto ao nome de Henry tiveram um aumento repentino nos últimos 7 dias”, finalizou a equipe do Google Trends, em nota.

Continua após a publicidade
Publicidade