Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Brasileiros trazidos da China desembarcam em base militar de Anápolis

As 34 pessoas ficarão em quarentena por dezoito dias

Por João Batista Jr. 9 fev 2020, 08h15

Os dois aviões que fizeram o resgate dos 34 brasileiros que estavam em Wuhan, epicentro da epidemia de coronavírus não China, desembarcaram na base aérea de Anápolis entre 6h06 e 6h12 neste domingo, 9. As aeronaves da Força Aérea Brasileira antes tinham feito uma escala em Fortaleza para reabastecer.

Ao chegar à cidade goiana, tanto os resgatados quanto os tripulantes irão cumprir uma quarentena de dezoito dias dentro de um hotel montado na base militar. A vinda ocorreu sem intercorrências. Uma equipe médica fez a medição da temperatura dos passageiros ao longo da viagem, sem a apresentação de nenhuma alteração atípica. Por medida de precaução, todos vieram com máscaras e separados entre as poltronas para evitar uma eventual propagação do vírus.

“As condições sanitárias, físicas e mentais são as melhores possíveis. Temos certeza de que na madrugada desta noite receberemos todo o grupo, os 34 brasileiros mais a nossa tripulação, cansados porque a etapa foi muito longa. Mas, com certeza, [estarão] bem de saúde e criando esperança para, ao cabo de 18 dias, termos todos saindo saudáveis”, afirmou o tenente-brigadeiro Marcelo Damasceno em entrevista ao programa Brasil Urgente, da Rede Bandeirantes.

View this post on Instagram

A grande operação que traz de volta para casa os brasileiros de Wuhan/Hubei prepara-se para o último trecho antes de pousar no Brasil. O Itamaraty se orgulha de participar desse memorável regresso, juntamente com os ministérios da Defesa, Saúde, Casa Civil, e todos os outros órgãos envolvidos, sob a liderança do Presidente da República @jairmessiasbolsonaro 🇧🇷 ‪Parabéns aos três diplomatas que saíram de Pequim 🇨🇳 para ajudar a organizar a viagem e acompanhar os compatriotas e seus familiares chineses ao longo de todo o percurso, e que farão a quarentena com eles. Parabéns também a toda a equipe do MRE que trabalhou incessantemente em Brasília, Pequim, e outras embaixadas para possibilitar a missão 🇧🇷@itamaratygovbr @mindefesa @minsaude @planalto @jairmessiasbolsonaro #Brasil #GovernoFederal

A post shared by Ernesto Araújo (@ernesto.araujo.mre) on

Continua após a publicidade

Publicidade