Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Arrecadação sobe 11% e bate recorde: R$ 400 bi

Por Camilla Rigi
19 ago 2008, 18h08

A arrecadação de impostos e contribuições somou 396,9 bilhões de reais nos primeiros sete meses de 2008 ¿ novo recorde. Mesmo sem a Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF), os cofres públicos receberam 40 milhões de reais a mais nesses primeiros meses em relação ao mesmo período de 2007, um aumento de 11,21%. O balanço foi divulgado nesta terça-feira pela Receita Federal.

Os dados mostram ainda que o ritmo de crescimento da arrecadação pública vem aumentando. Na comparação dos primeiros setes meses de 2007 igual período de 2006, o valor abocanhado pelos cofres públicos havia subido 10,34% em termos reais.

Em nota, o governo creditou o aumento da arrecadação ao bom desempenho de alguns setores da economia, como combustíveis, extração de minerais metálicos, fabricação de veículos automotores, construção civil, entre outros. Além disso, teria colaborado o crescimento do lucro das empresas.

Só na quantia recolhida como o Imposto de Renda Pessoa Jurídica em julho houve um aumento de 46,32% em relação ao mesmo mês do ano passado. O valor total da arrecadação foi de 61,9 bilhões de reais.

Continua após a publicidade

O Imposto de Renda como um todo ¿ pessoa física, jurídica e retido na fonte ¿ representou 29% do total arrecadado de janeiro a junho, equivalente a 115,13 bilhões de reais. A segunda maior mordida foi relativa à Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), um total de 69,3 bilhões de reais.

O aumento do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), para compensar a perda da CPFM, também ajudou na arrecadação recorde. No acumulado de janeiro a junho deste ano, o IOF somou 11,5 bilhões de reais ante 4,6 bilhões de reais no mesmo período de 2007.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.