Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Fabio Brucoli: interpretação exemplar de uma peça difícil de Bartók

Em 'Violino Solo', o músico paulista executa a sonata composta sob encomenda para o violinista Yehudi Menuhin com louvor

Por Redação 17 ago 2018, 07h00

(Independente) Composta sob encomenda para o violinista Yehudi Menuhin, a Sonata para Violino Solo, do húngaro Béla Bartók, é um dos maiores testes para os instrumentistas do naipe de cordas. São tantos os desafios e mudanças de tom propostos por Bartók que o próprio compositor nutriu dúvidas se ela seria tocada a contento. Em seu primeiro disco-solo, o paulista Fabio Brucoli, integrante do grupo Aulustrio, executa a peça com louvor. Sua versão traz o virtuosismo exigido pela partitura em interpretação límpida e graciosa. O disco tem também obras do alemão Johann Sebastian Bach, do belga Eugène Ysaÿe e do brasileiro Olivier Toni.

Publicidade